14:52 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    151
    Nos siga no

    É imperativo que a União Europeia ofereça assistência financeira para os centros de refugiados da Jordânia, da Turquia e do Líbano, que estão acolhendo milhares de pessoas que tentam escapar da violência no Oriente Médio e no Norte da África, disse o ministro das Relações Exteriores da Hungria, Péter Szijjártó, nesta sexta-feira.

    "A União Europeia deve assumir o financiamento desses centros, e talvez de alguns novos. Assim as pessoas não precisariam ir à Europa e poderiam ficar na fronteira de seus próprios países e retornar (para casa) após o fim dos conflitos militares", afirmou Szijjártó durante viagem a Belgrado, na Sérvia. 

    A Europa tem se esforçado nos últimos meses para encontrar uma saída para a mais grave crise migratória desde o fim da Segunda Guerra Mundial, com milhares de refugiados chegando constantemente ao continente para fugir de guerras e de situações de pobreza extrema e fome em seus países de origem.

    De acordo com a Comissão Europeia, mais de 500 mil imigrantes conseguiram chegar ao bloco europeu desde o início deste ano. 

    Mais:

    ONU: Hungria viola direitos humanos com os refugiados
    Grécia diz que postura da Hungria sobre refugiados é "delirante"
    Croácia diz que não pode mais receber refugiados
    Prefeito grego: UE carece de política comum para lidar com problema dos refugiados
    Tags:
    Hungria, Sérvia, Belgrado, Jordânia, Líbano, Europa, Oriente Médio, Norte da África, Turquia, Peter Szijjarto, Segunda Guerra Mundial, refugiados, imigrantes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar