04:52 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Líder da Chechênia Ramzan Kadyrov

    Líder da Chechênia ironizou as sanções impostas a ele pela Ucrânia

    RIA Novosti
    Mundo
    URL curta
    0 321
    Nos siga no

    O líder da Chechênia, Ramzan Kadyrov, comentou o fato de seu nome ter sido incluído na lista de sanções introduzidas pelo presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko contra uma série de cidadãos da Rússia.

    "É claro que eu me pergunto: como viver sem as contas em bancos ucranianos e as constantes viagens à Ucrânia?! Mas, falando sério, é difícil de ver decretos mais estúpidos. Não façam rir ao menos os cidadãos da Ucrânia, que compreendem muito bem que os seus decretos são como bolhas de sabão e não desempenham qualquer papel real" – escreveu Kadyrov em sua conta no Instagram.

    "Não tenho contas em Kiev, mas seu eu quiser viajar para lá, ninguém nunca irá me parar ou ousar a perguntar qual o meu nome" – acrescentou.

    O líder checheno destacou, no entanto, que a Rússia não deseja qualquer mal à Ucrânia e que ele próprio nutre nada além de uma "grande simpatia" pelo povo ucraniano.

    Ele lembrou que os russos "sempre foram os primeiros a estender a mão da ajuda ao povo ucraniano" e que desde o início do conflito na Ucrânia centenas de ciadadãos daquele país puderam encontrar emprego, dar continuidade aos estudos e receber assistência médica na Rússia, inclusive na Chechênia.

    "Poroshenoko vem e vai, mas o povo continua. E não importa o quanto as autoridades de Kiev se esforçarem, eles não levarão a Ucrânia para a América, nem trarão a América para a Ucrânia" – escreveu Kadyrov.

    Na véspera, o gabinete presidencial ucraniano publicou uma lista de sanções com nomes de 400 pessoas físicas e 90 pessoas jurídias da Rússia que foram proibidas de entrar no território da Ucrânia e que, caso tivessem, tiveram suas contas bancárias congeladas no país. A relação incluiu, entre outros, o ministro da Defesa russo Sergei Shoigu, o presidente da câmara baixa dos deputados da Rússia Sergei Naryshkin, bem como alguns outros políticos e personalidades russas.

    Mais:

    Líder da Chechênia se reporta com críticas e pedido a Barack Obama
    Rússia: Kiev não deve confiar na ajuda militar dos EUA
    Tags:
    ironia, sanções, Ramzan Kadyrov, Chechênia, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar