13:40 08 Março 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    9233
    Nos siga no

    A Ucrânia precisa de 4,3 bilhões de metros cúbicos de gás adicionais para a próxima temporada de Outono e inverno, disse neste sábado (12) o ministro da Energia russo Aleksandr Novak.

    De acordo com Novak, até à data, a Ucrânia dispõe de 14,7 bilhões de metros cúbicos de gás armazenados, enquanto precisa de 19 bilhões durante o inverno.

    Gasoduto Nord Stream na Alemanha
    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Na sexta-feira (11), Novak se reuniu em Viena com o vice-presidente da Comissão Europeia Maroš Šefčovič e discutiram os preparativos para a temporada de outono e inverno. A Comissão Europeia acordou em conceder 500 milhões de dólares para que a Ucrânia possa comprar à empresa russa Gazprom 2 bilhões de metros cúbicos de gás. Este montante seria diretamente pago à Gazprom.

    Agora as partes têm que coordenar as ações práticas. Se espera que até o fim do outubro será organizado um encontro tripartido.

    "Assim, são necessários 4,3 bilhões de metros cúbicos a serem bombeados durante o período remanescente. Em nossa opinião, isso já é praticamente impossível de alcançar ", disse o ministro em entrevista ao canal de televisão Rossiya-24.

    Novak acrescentou que ainda é possível à Ucrânia chegar ao nível de 17-18 mil milhões de metros cúbicos de gás em instalações de armazenamento subterrâneo caso faça compras  intensivas de gás à Gazprom e assegure que os fornecimentos comecem antes do final de outubro.

    Ucrânia cessou as compras de gás à Gazprom depois de Kiev e Moscou não terem conseguido chegar a um acordo sobre o fornecimento de gás para o terceiro trimestre de 2015, apesar de uma proposta da Rússia para um novo desconto no preço do gás.

    Em agosto, a Ucrânia, que está a braços com uma crise econômica, anunciou que esperava receber um empréstimo para o fornecimento de gás de inverno até o final de outubro.

    Mais:

    A Ucrânia aquece-se com promessas não cumpridas
    Ucrânia pede à Rússia reserva de gás para o inverno
    Tags:
    crise ucraniana, gás, Gazprom, Maros Sefcovic, Aleksandr Novak, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar