03:34 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    0040
    Nos siga no

    O diretor da Agência Central de Investigação dos EUA (CIA), John Brennan, disse que os governos do Iraque e da Síria cessaram de controlar os trechos das fronteiras interestatais que fazem parte do “califado islâmico” do Estado Islâmico.

    Esta declaração foi feita em uma conferência especial nos EUA em que também estava presente o tenente general do Exército dos Estados Unidos, chefe do Departamento de Inteligência do Ministério da Defesa, Vincent Stewart, que apontou para a proximidade de um “despedaçamento” dos países em cujo território opera o grupo terrorista.

    “Eu posso supor que no futuro, a Síria irá se desmembrar em duas ou três partes”, disse Stewart, citado pela AP.

    As suas palavras foram ecoadas pelo chefe da CIA:

    “Eu acho que nos próximos dez ou vinte anos, o Oriente Médio mudará e já não terá a mesma aparência de agora”.

    Os oficiais apontam para o Estado Islâmico, organização terrorista proibida na Rússia, como a principal causa do eventual desmembramento desses países.

    Vale lembrar que recentemente, um representante da DIA (Agência de Inteligência da Defesa) disse que os EUA sabiam do perigo iminente dos grupos terroristas ainda durante a Guerra do Iraque, em 2003. Naquela altura, um dos grupos armados chamava-se Estado Islâmico do Iraque (EII). A inteligência norte-americana fez um relatório dando um prognóstico sombrio para o país – e a região – mas o governo preferiu calar o problema. Foi este grupo que formou a base para o futuro Estado Islâmico.

    O Estado Islâmico (inicialmente Estado Islâmico do Iraque e do Levante, EIIL, ou ISIL, na sigla em inglês) é considerado a principal ameaça à segurança internacional por vários países. O grupo terrorista atua principalmente em territórios do Iraque e da Síria, tendo como uma das sedes a cidade iraquiana de Mossul.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)

    Mais:

    Rússia apoia luta da Síria contra EI e rejeita tirar Assad do poder
    Nações Unidas autorizam Mecanismo Conjunto de Investigação na Síria
    Lavrov explicou por que militares russos estão na Síria
    Ucrânia fecha espaço aéreo para ajuda humanitária russa à Síria
    Noruega não pode fazer nada para salvar seu cidadão sequestrado pelo Estado Islâmico
    4.000 militantes do Estado Islâmico penetraram na Europa sob a capa de refugiados
    Pai do soldado turco sequestrado pelo Estado Islâmico agradece Sputnik por informação
    Estado Islâmico explode mais uma parte de Patrimônio da Humanidade
    Tags:
    EUA, Síria, Iraque, John Brennan, Estado Islâmico, CIA, terrorismo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar