02:12 17 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    6212
    Nos siga no

    O programa de melhorar a cooperação no âmbito do grupo de 5 países nucleares proposto pela Rússia ainda tem de ser discutido com os parceiros, se eles quiserem manter este formato no futuro, afirmou Grigory Berdennikov, embaixador em missão especial da Rússia no Conselho de Governadores da Agência Internacional da Energia Atômica (AIEA).

    "Ainda não há certeza sobre o próximo encontro do grupo. Em julho se realizou uma reunião preliminar. Propusemos um programa de medidas para organizar a cooperação no formato de 5 países nucleares. Mas agora isto está no etapa inicial e requer mais discussões se os nossos parceiros pretendem manter este formato", comunicou Berdennikov.

    O diplomata lembrou que a última reunião do grupo de 5 países nucleares se realizou em fevereiro do ano em curso e destacou que os representantes russos "chegaram com uma impressão muito positiva e esperavam que a conferência do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares em Nova York seria bem sucedida, mas a realidade foi outra".

    "Como sabem, três delegações (dos EUA, Reino Unido e Canadá) fizeram malograr a aprovação do documento final. É um choque para o tratado e regime de não proliferação que tem com a sua base o tratado. Isto terá e já tem um efeito negativo sobre a situação geral nesta área", acrescentou Berdennikov.

    Tags:
    não-proliferação, cooperação, Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Reino Unido, França, China, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar