06:49 18 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0201
    Nos siga no

    A política externa dos EUA no Oriente Médio na última década levou à crise migratória que a Europa vive nos últimos meses, opinou à Sputnik uma política alemã.

    A primeria vice-chefe da fracção parlamentar Die Linke (A Esquerda), Sahra Wagenknecht, jornalista e doutora em economia disse:

    “A crise migratória atual é o resultado da política pela qual os EUA apoiados por seus aliados europeus são responsáveis”.

    Segundo a política, “as guerras sanguíneas” provocadas pelos EUA tornaram o Oriente Médio na “terra de medo e destruição”.

    Wagenknecht declarou que centenas de milhares de migrantes são expulsadas do seu país para a Europa.

    Desde o início de 2015 à União Europeia chegaram mais de 350 mil de refugiados, e o número cresce diariamente. A Comissão Europeia divulgou que a crise atual mundial é a maior desde tempos da Segunda Guerra Mundial.

    A Organização de Nacões Unidas recentemente divulgou as suas estimativas de que cerca de 850 mil refugiados do Oriente Médio chegarão à Europa procurando asilo nos próximos dois anos. Os ministros do Interior dos países-membros da União Europeia deverão discutir o tema de distribuição dos refugiados sírios em 14 de setembro.

    O Departamento de Estado norte-americano declarou no mês passado que o país planeja aceitar um máximo de 8 mil refugiados sírios em setembro-outubro de 2016.

    Mais:

    União Europeia anunciará proposta para alojar 120 mil refugiados
    Tags:
    EUA, Síria, União Europeia, refugiados, crise
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar