12:39 29 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia em foco da política internacional (289)
    11616
    Nos siga no

    Peter Pilz, do partido dos Verdes, o terceiro maior partido na Áustria, advertiu que Viena se tornou "cúmplice" da OTAN no armamento de Kiev, ao permitir que os transportes militares passem pelo seu território, informa o jornal Kurier.

    Desde o início de 2014, os membros da OTAN organizaram mais de 3.200 transportes de pessoal militar e material bélico para a Ucrânia. A maioria deles foi realizada pelos norte-americanos, mas alguns vieram da Alemanha, Itália, França e Grã-Bretanha.

    A Áustria é um Estado neutro e pretende manter esse status. As transferências militares através do seu território são, portanto, um sinal preocupante para muitos cidadãos. Para Pilz, são incompatíveis com a neutralidade e podem levar à militarização da Áustria.

    Os Verdes pediram ao chanceler federal, Werner Faymann, convocar uma reunião do Conselho de Segurança Nacional para discutir o assunto.

    Segundo o jornal, desde o golpe de Estado apoiado pelos EUA na Ucrânia, em fevereiro de 2014, Washington "entregava o material bélico para o governo em Kiev e os militares dos EUA treinaram os soldados ucranianos”. “Os países-membros da OTAN também reforçam o seu poder militar nos países bálticos, Bulgária, Romênia e Polônia”, observou Kurier.

    Moscou tem repetidamente afirmado que o envio de armas para Kiev só provocaria violência e massacres maiores no país que já está devastado pela guerra.

    Tema:
    Ucrânia em foco da política internacional (289)

    Mais:

    OTAN abrirá representação em Kiev
    OTAN usa crise ucraniana para reforçar sua relevância, diz embaixador
    Tags:
    armamento, OTAN, Áustria, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar