10:13 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Uber

    Uber se prepara para aumentar em cinco vezes o número de cidades atendidas na China

    © AP Photo/ Eric Risberg
    Mundo
    URL curta
    222801

    Apesar da polêmica criada em diversos países, incluindo o Brasil, a respeito da legalidade dos serviços prestados, o Uber pretende entrar em mais 100 cidades da China. Foi o que afirmou nesta terça-feira (9) o presidente da empresa, Travis Kalanick.

    Em um evento em Pequim do site de busca Baidu, investidor do aplicativo de transporte urbano, o executivo adiantou os planos da empresa de quintuplicar as atuais 20 cidades chinesas atualmente atendidas pelo Uber. A iniciativa acirra a disputa interna com a Didi Kuadi pelos passageiros do país.

    Kalanick destacou que o Uber chegou à China no início do ano e “já contabiliza de 30% a 35% do mercado”. Ele, porém, não esclareceu se o percentual é somente sobre o transporte em carros privados ou o serviço individual, que incluem os táxis e onde o Didi Kuadi atua com muita força.

    Nesta terça-feira, o Uber enfrenta protestos em Portugal, especificamente em Lisboa, Porto e Faro. Os taxistas portugueses querem entregar um documento ao Ministério da Justiça e ao Instituto da Mobilidade Terrestre mostrando a ilegalidade dos serviços do aplicativo.

    Tags:
    serviço, aplicativo, transporte de passageiros, mercado, táxi, protesto, Instituto da Mobilidade Terrestre, Ministério da Justiça, Didi Kuadi, Baidu, Uber, Travis Kalanick, Faro, Lisboa, Porto, Pequim, Portugal, China, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik