15:19 16 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Ministério das Relações Exteriores russo

    Chancelaria russa: UE autoriza mentira ao mais alto nível

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Mundo
    URL curta
    28228

    Ministério das Relações Exteriores está preocupado com a opinião cada vez mais popular de que a Alemanha nazi e a União Soviética têm a mesma responsabilidade pela Segunda Guerra Mundial.

    Moscou chama atenção para “as tonalidades cada vez mais agressivas” da UE com o objetivo de falsificar a história da Segunda Guerra Mundial. 

    “A mentira aberta é autorizada por Bruxelas ao mais alto nível”, notaram diplomatas russos.

    No contexto da conferência dedicada ao 70º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial planejada pela Sérvia, que preside a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), o Ministério das Relações Exteriores nota que a União Europeia tenta esconder as verdadeiras razões da maior catástrofe na história da humanidade:

    “O jogo perigoso iniciado por Bruxelas pode provocar novas ameaças no futuro. As tentativas de refazer a memória de povos inteiros podem levar ao renascimento na Europa de novos focos de ideologia extremista agressiva e empurrar para um novo derramamento de sangue e destruição. Na Europa, especialmente no Báltico e na Ucrânia, o nazismo já ‘levanta a cabeça’ e, tal como no passado, ameaça os povos destes países e os seus vizinhos”.

    Entretanto, as autoridades da União Europeia fazem de conta “que não acontece nada de especial”. Assim, os países da UE se abstêm na votação na Assembleia Geral da ONU da resolução para lutar contra a glorificação do nazismo. Tais países como os EUA, Canadá e Ucrânia votam contra este documento, que é apoiado pela maioria dos membros da organização. 

    “O silêncio e a inação criminosa são inaceitáveis, ao mesmo tempo que a verdade histórica é falsificada e o neonazismo é praticado”, se diz no comentário.

    Mais:

    Íntegra da Parada de Vitória em Moscou
    Sombras da guerra: passado e presente de Hiroshima e Nagasaki
    Opinião: desculpas do Japão pela Segunda Guerra Mundial são insuficientes
    Tags:
    Segunda Guerra Mundial, nazismo, história, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik