23:36 25 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    281
    Nos siga no

    A imprensa norte-americana publicou na quarta-feira (2) declarações da senadora democrata Barbara Mikulski defendendo o acordo nuclear do sexteto, grupo formado por Rússia, EUA, China, França, Alemanha e Reino Unido, com o Irã. Ela é o 34º voto necessário para aprovação do documento no congresso do país.

    “Os 34 votos garantem apoio suficiente para que nenhum veto do presidente (Barack Obama) seja derrubado. Mas isso não é o bastante para nós, pois queremos ir mais longe”, afirmou o secretário de Estado, John Kerry.

    Mikulski afirmou que o acordo nuclear é “a melhor maneira de deter as ambições nucleares do Irã”. Ela, porém, destacou que “nenhum acordo é perfeito, principalmente um negociado com o regime iraniano”. A aprovação no congresso deve se dar com o voto de 32 senadores democratas e dois independentes.

    O acordo sobre o programa nuclear do Irã foi negociado ao longo de quase dois anos. O documento final prevê a redução das centrífugas instaladas na república islâmica e o acesso às instalações de inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) com a contrapartida da suspensão das sanções ao país asiático.

    Tags:
    acordo, senadora, aprovação, votos, programa nuclear, sanções, Partido Democrata, Congresso dos EUA, sexteto, Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Barbara Mikulski, Barack Obama, John Kerry, Alemanha, França, Reino Unido, China, Rússia, Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar