22:58 23 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    222
    Nos siga no

    Depois do Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) divulgar e as autoridades sírias negarem, a ONU confirmou que parte do Templo de Bel, na cidade de Palmira, foi mesmo destruído pelo Estado Islâmico. Imagens de satélite mostraram os danos causados ao local.

    “Podemos confirmar a destruição do principal edifício do templo de Bel, e de uma colunata nas imediações”, destacou o Instituto das Nações Unidas para Treinamento e Pesquisa (Unitar).

    A OSDH, ONG com sede em Londres que possui uma rede de informantes sobre o conflito na Síria, informou na segunda-feira (31) que parte do Templo de Bel havia sido explodido pelo Estado Islâmico um dia antes. No entanto, autoridades sírias negaram que o lugar fora afetado, embora uma forte explosão tenha acontecido.

    O Templo de Bel é uma das principais construções arqueológicas de Palmira, cidade síria listada como Patrimônio da Humanidade pela Unesco por ser considerada uma relíquia da arquitetura romana do século I a.C.. Desde maio, o grupo extremista Estado Islâmico controla a região e já havia destruído o Templo de Baal Shamin, bem como outras preciosidade da história.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    Tags:
    confirmação, satélite, imagens, destruição, explosão, Patrimônio da Humanidade, Templo de Bel, templo de Baal Shamin, Estado Islâmico, UNESCO, Observatório Sírio para Direitos Humanos, OSDH, Unitar, Nações Unidas, ONU, Síria, Londres, Palmira
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar