16:09 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon

    ONU rejeita reclamação do Japão contra visita de Ban Ki-moon à China

    © REUTERS / Jorge Cabrera
    Mundo
    URL curta
    1131

    A Organização das Nações Unidas desconsiderou nesta segunda-feira as reclamações do Japão sobre a visita planejada do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, à China, no próximo dia 3, para participar da parada militar em comemoração aos 70 anos da derrota japonesa na Segunda Guerra Mundial.

    Segundo a ONU, o evento em Pequim, na quinta-feira, será uma grande oportunidade para refletir sobre o passado. 

    Nos últimos dias, Tóquio se queixou com as Nações Unidas sobre  a presença de Ban Ki-moon nessa grande parada militar, alegando que o secretário-geral estaria saindo da sua posição de neutralidade ao participar de um evento que celebra a vitória de um país sobre outro. Entretanto, o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, lembrou hoje que Ban esteve presente em outros eventos semelhantes a esse ao longo do ano, na Polônia, na Ucrânia e na Rússia, onde também foram comemoradas as vitórias desses países na Segunda Guerra Mundial. 

    "Ban espera que todos os países possam usar esse tempo para refletir sobre o passado e, obviamente, olhar para o futuro", afirmou Dujarric.

    De acordo com as autoridades chinesas, cerca de 12 mil soldados e mais de 500 equipamentos militares estarão presentes na parada, na Praça da Paz Celestial, na próxima quinta-feira.  

    Mais:

    China: Parada militar em Pequim não está orientada contra o Japão
    Putin prepara surpresa na próxima visita à China
    Opinião: desculpas do Japão pela Segunda Guerra Mundial são insuficientes
    Tags:
    Segunda Guerra Mundial, ONU, Stephane Dujarric, Ban Ki-moon, Praça da Paz Celestial, Pequim, Tóquio, Rússia, Ucrânia, Japão, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar