21:14 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Papa Francisco.

    Metade dos norte-americanos não sabe da visita do Papa Francisco aos EUA

    © REUTERS/ Giampiero Sposito
    Mundo
    URL curta
    377806

    Os norte-americanos não estão nem aí para a visita do Papa Francisco aos EUA entre os dias 22 e 27 de setembro. Uma pesquisa divulgada na terça-feira (25) pelo Public Religion Research Institute revelou que 52% dos cidadãos do país sequer sabiam da viagem do Pontífice.

    Entre os católicos do país, porém, os números são bem melhores. Neste grupo, 69% dos pesquisados sabiam sobre a visita do Papa Francisco aos EUA. O país vem registrando sucessivas conversões ao catolicismo, somando, segundo pesquisas de 2011, mais de 68 milhões de fieis, sendo a maior denominação cristã dentro do território norte-americano, representando mais de 21% da população e tendo quatro vezes mais seguidores do que a Convenção Batista do Sul, igreja protestante que tem o segundo maior número de adeptos.

    Uma pesquisa do instituto Gallup divulgada no mês passado mostrou que 59% dos norte-americanos têm simpatia pelo Papa Francisco. O número, porém, é inferior ao apontado em um outro levantamento realizado há um ano, quando o mesmo índice era de 76%. A queda vem sendo justificada pelos analistas pelas posições do Pontífice contra o capitalismo desenfreado e por seu alerta contra a degradação do meio ambiente.

    O Papa Francisco se encontrará com o presidente dos EUA, Barack Obama, em 23 de setembro. Um dia depois fará um discurso no Congresso do país. Já no dia 25, será o primeiro líder da igreja católica a fazer um pronunciamento na Assembleia Geral da ONU. Antes de chegar ao território norte-americano, o Pontífice visitará Cuba.

    Tags:
    estatística, capitalismo, meio ambiente, protestantismo, catolicismo, pesquisa, viagem, visita, Congresso dos EUA, Public Religion Research Institute, Convenção Batista do Sul, Igreja Católica, Assembleia Geral da ONU, Nações Unidas, ONU, Gallup, Papa Francisco, Cuba, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik