08:32 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    O Setor de Direita afirma que o programa destinado às crianças tem como objetivo encorajar as novas gerações

    Extremistas ucranianos oferecem curso de combate militar para crianças

    © Sputnik/ Stringer
    Mundo
    URL curta
    127

    Uma rede de televisão da Alemanha divulgou nesta semana imagens de supostos treinamentos militares oferecidos pelo grupo extremista ucraniano Setor de Direita (Pravy Sektor) para crianças de até 11 anos, com o objetivo de prepará-las para servir como futuros soldados da organização neonazista.

    Segundo o canal ARD, o curso do chamado Pravy Sektor, na cidade de Uzhgorod, teria as características de uma típica formação para combates, com direito inclusive a aulas de como manusear diferentes tipos de armas. E, apesar das críticas de organizações internacionais, funcionaria com a aparente permissão das autoridades da Ucrânia. 

    Tentando minimizar a seriedade do problema, um dos líderes do grupo, identificado como Aleksandr Sachko, disse em entrevista à imprensa alemã que, ao contrário do que afirmam as entidades de defesa das crianças, o programa não poderia ser descrito exatamente como um treinamento militar, mas como uma medida para "encorajar" as novas gerações. Algo "normal", de acordo com ele. 

    Para Barbara Kuppers, representante da organização Terre des Hommes, que defende os direitos infantis, a publicação de imagens desse tipo, inclusive na página oficial do grupo na internet, pode ter também um caráter propagandístico muito forte, enviando uma mensagem para os inimigos do Setor de Direita de que eles, os ultranacionalistas, "não vão parar por nada", mesmo que tenham que utilizar crianças. 

    O Setor de Direita é um movimento que reúne uma série de organizações radicais nacionalistas da Ucrânia. Em janeiro e fevereiro de 2014 e em julho deste ano, membros do grupo participaram de vários confrontos com a polícia da Ucrânia e da invasão de diversos prédios administrativos do país, e, desde abril do ano passado, participam dos combates contra os separatistas do sudeste ucraniano. Considerado uma organização extremista pela justiça russa, o Setor de Direita tem atuação proibida na Rússia, e seu líder, Dmitry Yarosh, enfrenta uma série de acusações de incitação ao terrorismo e à violência no país.

    Tags:
    extremismo, neonazismo, crianças, terrorismo, Setor de Direita, Aleksandr Sachko, Barbara Kuppers, Dmitry Yarosh, Uzhgorod, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik