15:50 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Justiça russa considerou Eston Kohver culpado pelos crimes de espionagem, contrabando, posse ilegal de armas e por cruzar a fronteira da Rússia ilegalmente

    Espião estoniano é condenado a 15 anos de prisão na Rússia

    Public relations center of Feder
    Mundo
    URL curta
    3635161

    Eston Kohver, funcionário do Serviço de Segurança Interna da Estônia, foi sentenciado hoje por uma corte de Moscou a 15 anos de prisão por uma série de irregularidades cometidas em território russo, segundo informou um correspondente da agência Sputnik que acompanhou o julgamento.

    Considerado culpado pelos crimes de espionagem, contrabando, posse ilegal de armas e por cruzar a fronteira da Rússia ilegalmente, Kohver poderia ser preso por até 16 anos, mas a justiça decidiu por uma pena de 15 anos mais uma multa no valor de 100 mil rublos, que corresponde, aproximadamente, a 1.500 dólares.

    A notícia da sentença de Kohver foi recebida com protestos em diversos países ocidentais, que questionam a legitimidade de seu julgamento. Segundo Talinn, o espião estoniano teria sido sequestrado por pessoas não identificadas dentro do próprio território da Estônia e levado para a Rússia em setembro de 2014. Mas, de acordo com Moscou, ele teria sido detido por agentes do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) na região de Pskov, com aparelhos de escuta, uma pistola Taurus e cerca de 5 mil euros. 

    Mais:

    Delegação dos EUA vai à Estônia para discutir cibersegurança
    A convite da Estônia, EUA ampliam sua presença militar perto da Rússia
    Tags:
    espionagem, prisão, Taurus, Serviço Federal de Segurança (FSB), Eston Kohver, Tallinn, Pskov, Moscou, Rússia, Estônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik