04:00 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 82
    Nos siga no

    A ex-secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, pré-candidata à presidência do país pelo Partido Democrata, manifestou nesta terça-feira a sua oposição às medidas anunciadas pela administração Obama autorizando a retomada de projetos de exploração de recursos naturais na região do Ártico.

    "O Ártico é um tesouro único", escreveu Hillary em sua conta no Twitter. "Nós não podemos correr o risco da perfuração". 

    No início de maio, o governo norte-americano concedeu uma licença à companhia Shell para instalar novamente os seus postos de perfuração de petróleo e gás no Ártico, no mar de Chukchi, na costa do Alasca. Na última segunda-feira, a Casa Branca emitiu a autorização que faltava para o grupo anglo-holandês retomar suas atividades nas camadas subaquáticas da região, interrompidas desde 2013, após um incidente com uma de suas plataformas, perto da ilha de Kodiak.

    Em resposta às preocupações e críticas de ambientalistas, Washington garantiu que aplicará uma série de medidas e exigências a fim de proteger o ecossistema do mar de Chukchi, onde se acredita estar cerca de 13% das reservas mundiais de hidrocarbonetos ainda por descobrir.

    Mais:

    EUA confessam que foram ultrapassados pela Rússia no Ártico
    Gazprom e Shell discutem perspectivas de cooperação na ilha Sacalina
    Shell corta funcionários em operações no Mar do Norte
    Rússia planeja recomeçar trabalhos no Ártico em 2016
    Tags:
    exploração, gás, petróleo, Casa Branca, Shell, Hillary Clinton, Barack Obama, Kodiak, Mar de Chukchi, Alasca, Ártico, EUA, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar