05:24 25 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Refugiados africanos resgatados no Mediterrâneo por oficiais da Marinha da Irlanda

    Deputada tcheca: EUA são culpados pela crise social na Europa

    © AP Photo /
    Mundo
    URL curta
    3332

    A atual crise migratória na Europa é uma consequência direta da política americana no Oriente Médio e na África do Norte, disse à Sputnik a deputada tcheca do Parlamento Europeu Katerina Konecna.

    A declaração da deputada foi feita no contexto do fluxo sem precedentes de migrantes que fogem da pobreza e dos conflitos no Oriente Médio e na África do Norte numa tentativa de atravessar o mar Mediterrâneo e alcançar o litoral europeu.   

    “Guerras, guerras civis, pobreza e também a política ocidental no Oriente Médio e na África do Norte, a OTAN e especialmente os EUA são largamente responsáveis pelos acontecimentos que nós testemunhamos neste momento”, disse Katerina Konecna, integrante do Partido Comunista Tcheco.  

    Konecna sublinhou que a guerra na Líbia e a muito lenta reconstrução pós-guerra mergulharam o país no caos. 

    “A política dos EUA no Oriente Médio e na África do Norte é fundamentalmente má e a Europa deve reconhecer isto e agir em conformidade”, disse a deputada, acrescentando que a União Europeia deve fomentar as suas atividades diplomáticas e humanitárias nos países de origem dos migrantes. 

    A Europa está passando neste momento por uma crise migratória extremamente grave com 250 mil imigrantes que chegaram à Europa por mar só em 2015, segundo estimativas da ONU.

    Tags:
    imigrantes, crise, refugiados, Parlamento Europeu, África do Norte, Líbia, República Tcheca, Oriente Médio, Europa, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar