08:39 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    081
    Nos siga no

    O porta-voz do Pentágono, Jeff Davi, afirmou na segunda-feira (17) que os EUA estão estudando a transferência de presos de Guantánamo para presídios localizados no território norte-americano.

    Especialistas militares já teriam inclusive visitado algumas instalações prisionais para saberem as condições das construções e a viabilidade de abrigar os detentos que estão em Cuba. O grupo esteve em presídios em Fort Leavenworth, Kansas e Charleston.

    A retirada dos presos de Guantánamo foi uma exigem de Cuba no processo de reaproximação diplomática com os EUA. Na sexta-feira (14), o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, esteve em Havana para o hasteamento da bandeira do país na Embaixada e para se reunir com autoridades cubanas.

    O Campo de Detenção da Baía de Guantánamo fica na base naval dos EUA na ilha. As prisões militares foram abertas em 2002 para abrigar presos acusados pelas autoridades norte-americanas como terroristas. Um ano depois, 773 detentos haviam passado pelo presídio, 680 ficaram. Atualmente, porém abriga somente 116.

    A redução significativa do número de presos e a pressão internacional pelo fechamento de Guantánamo começaram após denúncias da mídia norte-americana, em 2004, de torturas constantes aos presos no local. Dois anos depois, a ONU divulgou um relatório sobre os diversos casos de maus-tratos e pediu o fechamento do presídio.

    Tags:
    EUA, Guantánamo, Cuba, Havana, John Kerry, ONU, Nações Unidas, fechamento, transferência, prisão, presídio, terroristas, base naval, tortura, relações diplomáticas, exigência
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar