00:14 20 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Ministro das Relações Exteriores do Irã M. Zarif e seu homólogo russo S. Lavrov

    Rússia e Irã: as primeiras negociações na ‘nova realidade política'

    © Sputnik/ Vladimir Astapkovich
    Mundo
    URL curta
    0 261

    Os ministros das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, e do Irã, Mohammad Javad Zarif, realizaram no dia 17 de agosto negociações em Moscou. Ultimamente, os dois ministros têm se reunido regularmente mas este encontro tem suas próprias caraterísticas.

    Esta é a primeira reunião dos chefes da diplomacia dos dois países após a conclusão do acordo sobre o programa nuclear iraniano com o grupo de mediadores internacionais (Rússia, China, Estados Unidos, Grã-Bretanha, França e Alemanha). O acordo foi anunciado no 14 de julho, em Viena. Este é um momento crucial na história moderna do Irã, que abre uma nova etapa no desenvolvimento do país.

    O documento permite o aumento da confiança na República Islâmica do Irã, em especial no domínio nuclear, por parte da comunidade internacional e o próximo levantamento das sanções econômicas contra Teerã. Os acordos sobre o programa nuclear iraniano criam ainda novas oportunidades para o aprofundamento da cooperação entre o Irã e outros países. 

    Não é sem razão que o ministro Zarif declarou em Moscou, que "o acordo sobre o programa nuclear iraniano tem um enorme impacto sobre a cooperação entre a Rússia e o Irã".

    Estão sendo removidos muitos dos obstáculos que impediam o desenvolvimento das relações bilaterais. Temos um Irã completamente novo, restabelecendo suas posições na região.

    Tudo isto requer, sem dúvida, novas abordagens, novos métodos de melhorar as relações bilaterais. Portanto, a atual visita de Zarif a Moscou e as negociações com o ministro Lavrov devem determinar as direções principais das relações bilaterais nas novas circunstâncias.

    Fala-se de muitos aspectos da cooperação. Esta é a forma de implementação do "Plano Comum", onde o papel da Rússia é bastante significativo, tanto para o trabalho de transformação da fábrica de enriquecimento de urânio em Fordow em centro de pesquisa e desenvolvimento, como para o processo de entrega a Moscou de 8 toneladas de urânio de baixo enriquecimento em troca do fornecimento de urânio natural.

    O chanceler russo Sergei Lavrov disse depois de uma reunião com o ministro Zarif:

    "A Rússia está interessada em reforçar a cooperação com o Irã para resolver a crise no Oriente Médio e no Norte da África".

    As partes concordaram ainda em acelerar a aprovação do documento sobre a facilitação do regime de vistos entre os dois países. No que toca ao desenvolvimento das relações comerciais e econômicas, os dois países concordaram em realizar, no outono deste ano, uma reunião ordinária da comissão intergovernamental conjunta de cooperação comercial e econômica.  O chanceler russo, Sergei Lavrov, observou que os dois países têm cooperação construtiva em quase todas as áreas:

    "Nós apreciamos a nossa boa vizinhança e as relações amistosas, os dois países cooperam de forma construtiva em quase todas as áreas. Nós temos um diálogo intenso no mais alto nível", disse Lavrov nas negociações com o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif.

    Lavrov e Zarif também prestaram bastante atenção ao problema dos mísseis S-300. Os chefes do Exterior iraniano e russo disseram que o acordo nuclear tem um impacto positivo sobre a cooperação russo-iraniana no setor da defesa. 

    A mídia ocidental escreve que o novo acesso do Irã ao mercado internacional de petróleo irá transformar a República Islâmica em um poderoso rival da Rússia neste domínio. Os cientistas políticos russos estão um pouco preocupados com a possível concorrência, mas creem que os dois países vão encontrar uma solução de compromisso. Por exemplo, criar projetos conjuntos e desenvolver as áreas da cooperação mutuamente vantajosas.

    A visita do ministro das Relações Exteriores do Irã, Zarif, a Moscou e as negociações com o ministro russo Sergei Lavrov, mais uma vez mostraram o interesse das partes em colaborar em muitos aspectos da política global e regional, bem como nas relações bilaterais.

    Mais:

    Com fim das sanções, Índia considera comprar gás do Irã
    Aiatolá Ali Khamenei garante Irã não se abrirá à influência externa
    Irã agradece à Índia pelo apoio nos “tempos difíceis”
    NSA usou no Irã programas de grampo telefônico sem ordem judicial
    Tags:
    acordo nuclear, Sergei Lavrov, Mohammad Javad Zarif, Teerã, Irã, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik