05:58 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Broche com as imagens de Kim Il Sung e Kim Jong Il, respectivamente, fundador e atual líder da Coreia do Norte, junto à bandeira do país.

    Pyongyang promete “ataques sem piedade” em represália a exercícios de EUA e Coreia do Sul

    © AP Photo / Lee Jin-man
    Mundo
    URL curta
    14264

    O Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte divulgou um comunicado nesta quinta-feira (13) prometendo represálias aos exercícios militares conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul que começaram na quarta-feira (12) em solo sul-coreano.

    Pyongyang prometeu responder com “ataques sem piedade” ao treinamento que considera uma provocação. A chancelaria norte-coreana afirmou que o exército do país tomará todas as medidas necessárias e destacou que as manobras são uma tentativa dos EUA de iniciar uma guerra nuclear na península.

    Washington e Seul promovem anualmente manobras na região. Este ano, porém, os exercícios ganharam maior dimensão, envolvendo 2 mil homens de 47 unidades dos dois países. O quadro ganhou contornos ainda mais alarmantes porque a Coreia do Sul reclama de que quatro soldados sul-coreanos ficaram feridos na explosão de três minas terrestres próximo à fronteira com os vizinhos do norte na terça-feira (4).

    Seul afirma que os explosivos foram colocados por militares norte-coreanos que invadiram o território da Coreia do Sul. Pyongyang ainda não se pronunciou sobre o fato.

    Tags:
    fronteiras, minas terrestres, resposta, guerra nuclear, provocação, represália, ataques, manobras, exercícios militares, treinamento militar, Península Coreana, Washington, EUA, Coreia do Sul, Seul, Pyongyang, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik