04:03 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    O primeiro cidadão polonês a participar de um atentado suicida a serviço do Estado Islâmico teve a sua identidade revelada nesta quarta-feira, informou o site de notícias tvn24.pl.

    Um miliciano xiita reza em frente a uma cova onde se acredita estar o corpo de um soldado iraquiano.
    © AP Photo / Khalid Mohammed
    Morto há quase dois meses, em um ataque do EI, Jacek S. foi identificado por fontes não oficiais do serviço antiterrorismo como um dos jihadistas europeus utilizados em uma série de ações terroristas em Baiji, no norte do Iraque, no último 13 de junho, que deixaram pelo menos 11 mortos e outros 27 feridos. 

    De acordo com os investigadores, na data em questão, o terrorista polonês foi o responsável por explodir um carro repleto de bombas dentro de uma refinaria da cidade, sob controle do governo, em um dos atentados realizados naquele dia. Mas, conforme explicou o porta-voz da Agência de Segurança Interna da Polônia, Maciej Karczynski, esse caso ainda precisa ser investigado mais profundamente antes que alguns detalhes possam ser revelados.

    "Por conta de restrições legais quanto a problemas dessa natureza, nós não podemos tornar públicas informações detalhadas sobre algumas atividades ligadas a esse caso", disse ele.

    Segundo informações obtidas pela mídia polonesa, Jacek S. seria natural da cidade de Miastko, no noroeste do país, mas já não vivia na Polônia há muitos anos. Descrito por antigos vizinhos como uma pessoa pouco religiosa, ele só teria começado a demonstrar interesse pelo islamismo aos 28 anos, quando já morava na Alemanha.

    Após se converter, no ano passado, Jacek passou também a admirar o Estado Islâmico, acompanhando diversos tipos de propaganda publicada pelo grupo na internet. Cada vez mais agressivo e revoltado, o jovem polonês decidiu sair de casa em abril deste ano, para se juntar aos extremistas na Síria e, em seguida, no Iraque, país onde realizou o seu ataque suicida dois meses depois. 

    Mais:

    Ataque suicida provoca 18 mortes perto de base militar dos EUA no Afeganistão
    Ataque suicida do EI fecha fronteira entre Iraque e Jordânia
    Tags:
    ataque suicida, terrorismo, Maciej Karczynski, Jacek S, Baiji, Miastko, Europa, Síria, Iraque, Alemanha, Polônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar