01:40 19 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Mopti, Mali

    Atentado no Mali: Ucraniano escapa e russo permanece em poder dos terroristas

    © flickr.com/ United Nations Photo
    Mundo
    URL curta
    139604

    A embaixada russa confirmou na noite desta sexta-feira a presença de um cidadão russo entre os reféns do hotel Byblos, invadido por um grupo de homens armados no início desta manhã, na cidade de Sévaré, na região de Mopti, no Mali.

    Anteriormente, autoridades locais haviam dado conta de três supostos pilotos russos entre os estrangeiros sequestrados pelos criminosos. Mas a informação foi desmentida pela diplomacia russa.

    Segundo um hóspede ucraniano que conseguiu escapar dos terroristas, além do russo, pelo menos três sul-africanos também estariam ainda no interior do hotel, junto com quatro ou cinco sequestradores.

    Até o momento, a polícia contabiliza oito mortos em razão dos confrontos no local desde o começo da ação. 

    "O sequestro ainda está em andamento", informou um representante das Forças Armadas do Mali. "O número de vítimas agora é de três soldados mortos e quatro feridos. Dois terroristas também foram mortos, e há três corpos na frente do hotel, perto de um veículo queimado". 

    De acordo com fontes locais, ainda não é possível dizer quantas pessoas permanecem no interior do Byblos, hotel bastante popular entre turistas estrangeiros e funcionários das Nações Unidas no Mali. Mas, além de Rússia e Ucrânia, o governo da França também admitiu a possibilidade de haver um cidadão francês entre os reféns. 

    Nenhum grupo reivindicou até agora a responsabilidade pelo ataque. 

    Mais:

    Atiradores invadem hotel no Mali e deixam ao menos dois mortos
    Ban Ki-moon condena ataque contra forças da ONU no Mali
    Tags:
    sequestro, terrorismo, África do Sul, Ucrânia, França, Rússia, Mali
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik