23:34 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Avião da coalizão internacional liderada pelos EUA

    EUA querem Rússia mais envolvida na luta contra o Estado Islâmico

    © AFP 2017/ US NAVY / MC2 JACOB G. SISCO
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    0 853313

    Washington quer Moscou mais envolvida na luta global contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), afirmou nesta quinta-feira o porta-voz do Departamento de Estado americano, Mark Toner.

    "A Rússia não tem estado tão envolvida com a coalizão ou com os esforços anti-EI. Certamente gostaríamos que a Rússia estivesse mais envolvida, mas neste momento ainda estamos em conversas", afirmou Toner.

    Na quarta-feira, o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou que Moscou e Washington precisavam se juntar o mais cedo possível e o mais efetivamente possível para derrubar o Estado Islâmico.

    Na terça, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que a Rússia não tinha planos de enviar seus militares para combater militantes do Estado Islâmico na Síria nem de se juntar aos ataques aéreos da coalizão contra posições do EI.

    A Síria vive em estado de guerra civil desde 2011, com forças do governo enfrentando vários grupos militantes. De acordo com números da ONU, mais de 220 mil pessoas morreram e 11 milhões foram desalojados em virtude dos confrontos.

    Desde 2014, uma coalizão liderada pelos EUA vem realizando ataques aéreos contra posições do Estado Islâmico na Síria e no Iraque. A Rússia, por sua vez, critica as ações da coalizão, que não buscou aprovação do Conselho de Segurança da ONU. Em junho, o presidente russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou apoiaria a formação de uma coalizão antiterror se a Síria considerasse apropriado e possível.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)

    Mais:

    Ancara autoriza ataques americanos ao EI saindo de solo turco
    EI assume responsabilidade por atentado na fronteira turca
    Kremlin: Estado Islâmico é um mal comum que deve ser combatido por todos
    Estado Islâmico ameaça Merkel em vídeo em alemão
    Tags:
    coalizão, terrorismo, Departamento de Estado, Estado Islâmico, Vladimir Putin, Sergei Lavrov, Dmitry Peskov, Mark Toner, Síria, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik