06:30 17 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Bandeira da República Tcheca

    Tchecos serão ensinados a amar União Europeia

    © flickr.com/ Bret Arnett
    Mundo
    URL curta
    3515110

    O governo tcheco pretende lutar contra a antipatia dos seus cidadãos para com a União Europeia. Em breve, as autoridades iniciarão uma campanha com o objetivo de explicar o que é a União Europeia e como ela funciona. O jornal tcheco Hospodarske Noviny revela: palestras educativas serão organizadas.

    Segundo uma sondagem do Centro de Pesquisa da Opinião Pública tcheco (CVVM), 60% dos tchecos duvidam que as decisões da UE reflitam os interesses nacionais tchecos e os dos cidadãos “comuns”. A maioria da população tcheca está contra a adoção do euro como a moeda nacional, mas 88% dos tchecos consideram que a moeda única europeia é útil nas viagens.

    A decisão do governo tcheco foi motivada pelos resultados das sondagens segundo os quais a desconfiança dos tchecos à UE está diretamente ligada à falta da informação: pessoas mais educadas apreciam o funcionamento da UE mais positivamente. Cidadãos tchecos baseiam as suas avaliações da EU nas emoções, nem o bom senso.

    Primeiro-ministro tcheco Bohuslav Sobotka explicou as razões da iniciativa:

    “Queremos que a comunicação seja bilateral, que os cidadãos expressem o seu ponto de vista. Temos que entender que todos nós, a União Europeia, e as ações de todos definem o nosso sucesso.” 

    No centro da campanha ficam palestras e seminários que serão realizados em todas as regiões da República Tcheca. Os seminários serão organizados, primeiro, para aposentados que não usam a Internet e, assim, não podem saber tudo sobre a UE. Além disso, a haverá campanha nas redes sociais – Facebook e Twitter.

    De acordo com planos do governo, primeiro a população deve vir a saber como funciona a UE, depois se sentir a parte da união e mais tarde se tornar participantes ativos da vida interna da UE. A campanha poderá influenciar a participação nas eleições para o parlamento europeu. Neste momento, os tchecos são os que participam nas eleições menos de todos.

    Segundo Bohuslav Sobotka, a integração europeia enfrenta muitas dificuldades a que é necessário reagir rapidamente:

    “Um fator importante para fortalecer a efetividade das medidas é confiança da opinião pública. As sondagens mostram que 95% dos cidadãos querem que o governo dê mais informação sobre a UE”.

    Mais:

    República Tcheca tenta salvar produtores de leite por causa das sanções antirrussas
    Tags:
    integração, sondagem, educação, Bohuslav Sobotka, República Tcheca, UE
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik