21:33 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Departamento do Tesouro dos EUA

    EUA impõem novas sanções à Síria

    © flickr.com/ Kramchang
    Mundo
    URL curta
    4616018

    Os Estados Unidos impuseram sanções contra uma série de empresas e pessoas sírias que fornecem petróleo e gás ao governo sírio e assim "alimentam o conflito", anunciou o Departamento do Tesouro dos EUA.

    No total, o Departamento do Tesouro aplicou sanções contra sete empresas e quatro pessoas.

    "O Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos tomou hoje medidas contra as redes internacionais responsáveis pelo fornecimento de produtos energéticos utilizados pelo regime de Assad para continuar a alimentar o conflito em curso na Síria", disse o Departamento do Tesouro. 

    "Muitas dessas entidades são empresas de fachada que o governo da Síria e seus simpatizantes usam na tentativa de escapar às sanções dos Estados Unidos e da União Europeia", afirmou o Departamento do Tesouro.

    O texto também observou que sete navios foram identificados como pertencentes a entidades sancionadas, que poderão ser confiscados se forem encontrados em território americano ou detidos por americanos.

    "O Departamento do Tesouro continuará a empregar suas robustas ferramentas financeiras para enfraquecer a rede de apoio de Assad", disse o subsecretário interino para Terrorismo e Inteligência Financeira, Adam J. Szubin. "Estas sanções específicas intensificam a pressão económica e financeira sobre o governo sírio, de forma a cessar a sua campanha de violência contra o seu povo".

    O Governo dos EUA justifica as sanções econômicas contra a Síria dizendo que o governo de Bashar Assad está a cometer crimes no conflito interno no país.

    Por sua parte, o governo sírio tem denunciado os EUA por estes apoiarem os terroristas que estão no país e que cometem crimes contra a humanidade.

    No meio do conflito na Síria, os países ocidentais liderados pelos EUA fizeram piorar a situação dando apoio aos grupos terroristas e aplicando sanções unilaterais contra o governo sírio.

    Mais:

    Consultas sobre Síria podem reunir Rússia, EUA e ONU
    Lavrov: ataques aéreos dos EUA na Síria são contraproducentes
    Explosão mortal na Síria foi causada por míssil americano, não por queda de avião
    Tags:
    sanções, terrorismo, Bashar Assad, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik