01:45 19 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Destroços na província síria de Idlib, uma das mais afetadas pelos conflitos civis no país

    Explosão mortal na Síria foi causada por míssil americano, não por queda de avião

    © REUTERS/ Ammar Abdullah
    Mundo
    URL curta
    111491317

    Pelo menos 25 pessoas foram mortas nesta segunda-feira e outras dezenas ficaram feridas após uma grande explosão em uma área residencial da província síria de Idlib, provocada, ao que tudo indica, por um míssil de cruzeiro da coalizão liderada pelos Estados Unidos.

    Inicialmente, a mídia local havia comunicado que a tragédia teria sido causada pela queda de uma aeronave das Forças Armadas da Síria na cidade de Jericó. No entanto, segundo o canal de TV Al Mayadeen, um projétil americano disparado pela coalizão internacional foi, na verdade, o responsável pelo estrago. 

    "A notícia sobre a queda de um caça sírio em Idlib era falsa. Um míssil de cruzeiro da coalizão internacional liderada pelos EUA atingiu a cidade", informou uma fonte citada pelo canal. 

    A Síria tem sido palco de um sangrento conflito civil há mais de quatro anos, envolvendo diversos grupos rebeldes, com destaque para o Estado Islâmico. Mas, apesar das investidas das tropas locais e dos bombardeios internacionais, a organização terrorista continua conseguindo importantes avanços tanto na Síria como no vizinho Iraque, levantando dúvidas sobre a capacidade da coalizão de lidar com o problema. 

    De acordo com estimativas das Nações Unidas, mais de 220 mil pessoas já morreram em consequência desses combates, responsáveis também por deixar cerca de 11 milhões de cidadãos deslocados no país.

    Mais:

    Consultas sobre Síria podem reunir Rússia, EUA e ONU
    Assad: crise síria não tem solução até o terrorismo ser derrotado
    Tags:
    avião, míssil, explosão, Estado Islâmico, Al Mayadeen, ONU, Jericó, EUA, Iraque, Idlib, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik