05:57 23 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe

    O que escolherá o Japão: arroz ou carros?

    © AFP 2017/ TOSHIFUMI KITAMURA
    Mundo
    URL curta
    22016212

    O ministro da Economia japonês Akira Amari disse que o Japão e os Estados Unidos não chegaram a acordo nas negociações bilaterais sobre a Parceria Transpacífico (TTP na sigla em inglês).

    As principais áreas problemáticas são as tarifas comerciais sobre produtos agrícolas importados pelo Japão e as tarifas sobre o fornecimento de produtos industriais japoneses para os EUA. Anteriormente, o ministro Akira disse que um acordo geral sobre o TTP poderia ser alcançado em julho. As negociações dos ministros do Comércio de 12 países que participam na criação da Parceria Transpacífico (TTP) estão decorrendo entre 28 e 31 de julho, em Havaí.

    As partes envolvidas pretendem chegar a um consenso nesta semana, mas ainda existem muitos obstáculos, tais como a permissão de entrada dos produtos agrícolas em outros mercados, a proteção da propriedade intelectual, regulamentos para as empresas estatais etc.

    Adesão ao TTP é muito importante para Tóquio. Os grandes empresários do país insistem nisso na esperança de obter acesso aos mercados promissores.

    Representantes do setor agrícola expressam preocupações a esse respeito, porque seus produtos podem não ser capazes de competir com os produtos estrangeiros mais baratos. Neste caso trata-se acima de tudo de arroz, trigo, carne bovina, suína, produtos lácteos e açúcar.

    A questão do arroz para o Japão é particularmente dolorosa porque há muitas preocupações de que o aumento das importações possa levar à baixa de preços no mercado interno o que tornará a produção de arroz pouco rentável no Japão.

    Para a maioria dos japoneses a arroz é mais do que uma comida. É parte da cultura nacional, e as pessoas têm receio de que esta "cultura do arroz" venha a sofrer. Os japoneses consideram seu arroz o melhor e de acordo com algumas pesquisas eles nunca comprariam arroz estrangeiro ainda que por preços muito baixos.

    Um porta-voz da União Central de Cooperativas Agrícolas do Japão Kazumi Oosima comentou a situação:

    "A decisão de se juntar ao acordo sobre o TTP já foi tomada pelo Parlamento e é tarde para protestar". 

    Segundo as previsões dos analistas japoneses, depois da entrada do Japão no acordo TTP o volume de negócios da agricultura vai reduzir de 7,1 trilhões para cerca de 3 trilhões de ienes principalmente devido ao declínio na produção nacional de arroz, carne suína e bovina. É óbvio que os interesses dos agricultores japoneses vão sofrer.

    Por outro lado, os fabricantes de automóveis japoneses podem ganhar por obter a possibilidade de entrar nos novos mercados. As exportações vão crescer. 

    As principais empresas fabricantes de automóveis norte-americanas não querem a participação do Japão no TTP. Há uma difícil busca de soluções de compromisso.

    Mais:

    Japão mostra interesse em solucionar disputas territoriais com a Rússia
    Tags:
    exportações, arroz, Estados Unidos, EUA, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik