02:26 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Manlio Di Stefano. Foto de arquivo

    Deputados italianos querem ver Crimeia com seus próprios olhos

    © Foto
    Mundo
    URL curta
    41480411

    A Crimeia está se tornando um destino cada vez mais procurado pelos políticos europeus.

    Na semana passada, uma delegação francesa, encabeçada por Thierry Mariani, do partido Os Republicanos (Les Républicains), visitou a península, que desde março de 2014 é parte da Federação da Rússia. Nesta quarta-feira, a mídia informa sobre os planos de um grupo de deputados italianos de organizar igualmente uma viagem à Crimeia.

    Foi o deputado Manlio Di Stefano, do movimento 5 Estrelas, que, em entrevista ao jornal russo Kommersant, disse:

    “Nós decidimos viajar à Crimeia e a Moscou com uma delegação do movimento italiano 5 Estrelas. Nos próximos dias eu vou contatar os representantes da embaixada da Rússia em Roma para começar a organização da visita”.

    Procurado pela Sputnik, Di Stefano disse que a visita persegue o objetivo de restaurar os laços russo-italianos:

    "Nós estamos convictos de que é preciso restaurar as relações entre a Itália e a Rússia. Nós viajamos à Rússia para restabelecer esses contatos, fazer aquilo que o nosso governo é incapaz de fazer".

    O objetivo final, no entanto, é "ajudar a restaurar as relações interrompidas em diversas esferas em um momento histórico devastador para nós, ajudar os italianos".

    Sergio Divina, do partido de direita Liga do Norte, também quer fazer parte da delegação.

    Castelo Lastochkino Gnezdo (Ninho de Andorinhas) na Crimeia
    © Sputnik/ Konstantin Chalabov
    Castelo Lastochkino Gnezdo (Ninho de Andorinhas) na Crimeia

    Os parlamentares justificam a sua visita com a necessidade de ver com os seus próprios olhos como vai a Crimeia depois do referendo de 16 de março de 2014, que não é reconhecido pela maioria dos países europeus.

    Os membros da delegação liderada por Thierry Mariani, ex-ministro dos Transportes da França, têm reiterado que consideram a Crimeia como parte da Rússia. O próprio Mariani afirmou que este fato corresponde à História.

    No início da semana passada, houve informações sobre uma delegação de eurodeputados, organizada pela deputada francesa Nadine Morano, do mesmo partido de Mariani, Les Républicains. Porém, esta delegação seria composta por deputados de vários países, inclusive da Alemanha, Reino Unido e Portugal. A data prevista para a viagem deste grupo à Crimeia é setembro ou outubro.

    Thierry Mariani também não descartou, nesta semana, a possibilidade de viajar novamente para a Rússia, também em outubro.

    Mais:

    Deputado francês: é totalmente lógico que a Crimeia seja da Rússia
    Delegação de deputados franceses gostou da Crimeia e prepara nova viagem
    Opinião: EUA querem guerra na Crimeia
    Vice-premier da Crimeia: posição de Paris sobre visita de delegação francesa é histérica
    Delegação francesa busca diálogo na Crimeia, apesar de Hollande
    União Europeia usa Crimeia para fazer Rússia brigar com Turquia
    Vladimir Putin extingue o Ministério dos Negócios da Crimeia
    Rússia desloca caças para treinamento na Crimeia
    Procuradora da Crimeia Natalia Poklonskaya agradece Ocidente pelas sanções
    Yanukovich admite: 90% dos habitantes da Crimeia queriam se separar da Ucrânia
    Tags:
    Nadine Morano, Thierry Mariani, Crimeia, Itália, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik