02:35 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Secretário de imprensa da Casa Branca Josh Earnest

    Casa Branca cria ferramentas de mídia para defender acordo nuclear com Irã

    © AP Photo/ Susan Walsh
    Mundo
    URL curta
    218814

    A administração do presidente Barack Obama lançou novos recursos on-line para promover o acordo nuclear que assinou com o Irã, disse o secretário de imprensa da Casa Branca Josh Earnest nesta terça-feira (21).

    No dia 14 de julho de 2015, o Irã e o P5 + 1, grupo de países formado por Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido, mais a Alemanha, chegaram a um acordo final para garantir a natureza pacífica do programa nuclear de Teerã em troca do alívio das sanções.

    "Estamos lançando algumas novas ferramentas on-line que vamos usar defendendo o acordo recentemente anunciado para impedir o Irã de obter armas nucleares”.

    De acordo com a lei dos EUA, os membros do Congresso têm 60 dias para avaliar o acordo nuclear, período em que o presidente Obama não será capaz de adiar ou suspender as sanções do Congresso, atualmente em vigor contra o Irã.

    As ferramentas on-line anunciadas pela Casa Branca vão incluir um feed no Twitter, bem como uma página de recursos on-line que irá ajudar a promover o acordo nuclear com o país islâmico.

    A conta de Twitter se tornará um fórum encarregado do público on-line, enquanto a página exibirá informações sobre o acordo nuclear, segundo o secretário de imprensa norte-americano.

    "Isso vai ajudar as pessoas a entenderem o que está em jogo e como o programa nuclear do Irã seria sem ele."

    Na quarta-feira, o secretário de Estado dos EUA John Kerry, o secretário de Energia Ernest Moniz, o secretário do Tesouro Jacob Lew e um oficial sênior da inteligência irão conduzir reuniões secretas sobre o acordo com os membros do Congresso.

    Mais:

    Países do Golfo protestam contra "sinais contraditórios" do Irã
    Rússia pode reforçar cooperação antiterrorista com Irã
    Acordo com Irã irrita Kerry e Netanyahu
    Empresas alemãs retornam ao Irã
    Tags:
    ratificação, tratado, acordo nuclear, sanções, Casa Branca, Congresso dos EUA, Josh Earnest, Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik