04:42 21 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Integrantes do Conselho de Segurança da ONU

    ONU terá 10 anos para retomar sanções contra Irã, no caso de violação do acordo nuclear

    © REUTERS/ Eduardo Munoz
    Mundo
    URL curta
    0 23541

    Um rascunho da resolução da Organização das Nações Unidas para implementar o acordo nuclear prevê que as sanções voltarão a ser impostas, de modo automático, caso Teerã deixe de cumprir suas obrigações. Mas também aponta que este mecanismo terá prazo de 10 anos.

    O rascunho, obtido nesta quarta-feira, pela Associated Press, diz que nenhuma das sanções da ONU contra o Irã deverá voltar a ser aplicada após o prazo dez anos. No entanto, uma fonte dos Estados Unidos, familiarizada com as negociações, revelou que o Conselho de Segurança da ONU concordou com a adoção de uma nova resolução, para que ao final dos dez anos o mecanismo ainda possa valer por cinco anos adicionais.

    O presidente dos EUA, Barack Obama, citou o mecanismo que permite a volta das sanções como sua principal defesa para a proposta do acordo, apesar da forte resistência dos membros do Congresso em Washington, bem como de alguns aliados norte-americanos, como Israel. A França também ressaltou o fato de que as sanções voltarão a vigorar, caso o Irã quebre as promessas, informou Agência Estado.

    Mais:

    Mísseis dos EUA continuam na Europa apesar de acordo com Irã
    Obama: acordo nuclear com Irã seria impossível sem a Rússia
    Pentágono: EUA ainda dispostos a usar força contra o Irã
    Mogherini: há acordo com Irã (AO VIVO)
    Tags:
    programa nuclear iraniano, acordo nuclear, Conselho de Segurança da ONU, ONU, Barack Obama, França, Israel, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik