13:43 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Posto de checagem da autoproclamada República Popular de Donetsk

    Conflitos entre exército e rebeldes deixam quatro mortos na Ucrânia

    © AP Photo/ Darko Vojinovic
    Mundo
    URL curta
    0 2025122

    Pelo menos quatro pessoas morreram e outras cinco ficaram feridos nas últimas 24 horas de combate entre as forças de Kiev e os rebeldes do Leste da Ucrânia.

    Em comunicado divulgado neste domingo, o exército ucraniano afirmou ter perdido dois militares nos conflitos deste final de semana, enquanto as outras duas vítimas seriam um combatente separatista e um civil da região de Donbass. 

    Segundo o vice-Chefe de Estado Maior da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD), Eduard Basurin, o civil morto no ataque teria sido atingido por tiros disparados pelas Forças Armadas da Ucrânia. Kiev, por sua vez, acusou os rebeldes de terem utilizado peças de artilharia com calibre superior a 100 mm, armamentos que já deveriam ter sido retirados da linha de contato, segundo um dos pontos dos acordos firmados em Minsk há cinco meses. 

    As provocações deste final de semana tiveram como cenário principal, mais uma vez, as áreas em torno do aeroporto de Donetsk, que está sob controle dos separatistas desde janeiro mas permanece sendo um dos locais de maior tensão na região. Mas outros enfrentamentos foram verificados também na cidade de Trekhizbenka, na república de Lugansk.

    No último sábado, a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), responsável por monitorar a situação no leste ucraniano, publicou um relatório denunciando a ocorrência de 617 casos de violação do cessar-fogo apenas nas zonas do aeroporto de Donetsk. 

    De acordo com dados oficiais das Nações Unidas, mais de 6.500 pessoas, principalmente civis, foram mortas desde o início dos conflitos em Donbass, em abril de 2014.

    Mais:

    Hackers divulgam documentos que mostrariam tentativa da Ucrânia de barrar jornalistas
    Pentágono avalia opções para enviar armas à Ucrânia
    Gorbachev: Alemanha e Rússia podem reduzir tensões na Ucrânia
    Mais um comboio com ajuda humanitária parte da Rússia para Donbass
    Tags:
    conflitos, ONU, OSCE, Eduard Basurin, Trekhizbenka, Ucrânia, Donbass, Lugansk, Donetsk
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik