11:49 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Katherine Archuleta, ex-diretora do  Escritório de Administração de Pessoal (OPM) dos EUA

    Funcionária do governo dos EUA renuncia após vazamento de dados federais

    © AP Photo/ Susan Walsh
    Mundo
    URL curta
    0 39631

    A diretora do Escritório de Administração de Pessoal (OPM, na sigla em inglês), agência ligada ao governo dos Estados Unidos, anunciou nesta sexta-feira a sua renúncia, depois de um devastador vazamento de dados pessoais de milhões de funcionários federais, no mês passado.

    "Eu transmiti ao presidente (Barack Obama) que acredito ser melhor para mim ficar de lado e permitir que a nova liderança chegue, fazendo com que a agência supere os desafios atuais", declarou Katherine Archuleta através de um comunicado oficial. 

    Uma fonte da Casa Branca informou que o presidente Obama aceitou o pedido de renúncia de Archuleta e agradeceu pelos anos de serviços prestados ao governo. 

    No início de junho, hackers não identificados invadiram o sistema de várias agências federais norte-americanas e roubaram diversas informações pessoais de funcionários do governo, incluindo registros militares, números de identidade, endereços, datas de nascimento, históricos de pagamentos, planos de saúde, seguro de vida e pensão. Segundo fontes ligadas ao governo, a invasão a esses sistemas já estaria ocorrendo há mais de um ano, e teria como base computadores localizados na China. 

     

    Mais:

    Hackers divulgam documentos que mostrariam tentativa da Ucrânia de barrar jornalistas
    Hackers atacam mísseis Patriot na Turquia
    Kremlin repudia acusações de Hillary Clinton de que a Rússia patrocina hackers
    Hackers obtiveram informações sensíveis nos EUA, segundo funcionários norte-americanos
    Tags:
    vazamento, hackers, Casa Branca, Katherine Archuleta, Barack Obama, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik