13:45 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Segundo a Cruz Vermelha, os ataques da coalizão liderada pela Arábia Saudita desde o final de março são a principal causa das mortes de civis no Iêmen

    Iêmen terá pausa humanitária a partir desta sexta-feira

    © REUTERS/ Stringer
    Mundo
    URL curta
    0 14331

    O Organização das Nações Unidas informou nesta quinta-feira que, a partir de amanhã à noite, haverá no Iêmen uma "trégua humanitária incondicional" que durará até o fim do Ramadã, no dia 17 de julho.

    Segundo o serviço de imprensa da ONU, o presidente iemenita, Abd Rabbuh Mansur Hadi, informou à coalizão militar liderada pela Arábia Saudita que estava de acordo com a determinação e pediu para que os ataques aéreos conduzidos no país sejam suspensos. 

    A pausa decretada pelas Nações Unidas, de acordo com o porta-voz Stéphane Dujarric, tem como objetivo permitir o envio emergencial de assistência às vítimas do conflito, que já se arrasta há vários meses.

    Na última terça-feira, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha informou que os bombardeios realizados por Riad e seus parceiros, desde o final de março, a fim de devolver o poder a Hadi, são a principal causa das mortes de civis no Iêmen, estimadas em mais de 1.500. 

    Mais:

    1.200 presos escapam de prisão no Iêmen enquanto bombardeios sauditas atingem a população
    ONU: há chance de chegar a acordo sobre cessar-fogo no Iêmen em breve
    Negociações de paz no Iêmen fracassaram
    Bombardeio saudita atinge comboio de civis e mata 31 pessoas no Iêmen
    Tags:
    pausa humanitária, conflitos, Comitê Internacional da Cruz Vermelha, ONU, Stéphane Dujarric, Abd Rabbuh Mansur Hadi, Riad, Iêmen, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik