11:53 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Presidenta Dilma Rousseff durante sua chegada a Rússia para VII Cúpula do BRICS

    Presidenta Dilma desembarca em Ufá, na Rússia, para a VII Cúpula dos BRICS

    Roberto Stuckert Filho/ PR
    Mundo
    URL curta
    BRICS: organização do futuro (189)
    111659372

    A presidenta Dilma Rousseff desembarcou nesta quarta-feira (8) na cidade de Ufá, na Rússia, onde, na companhia dos chefes de Estado da Rússia, Índia, China e África do Sul, participará do sétimo encontro anual do BRICS.

    Ao desembarcar em Ufá, a presidenta foi recebida com a tradicional cerimônia russa do pão e sal, usada para receber hóspedes importantes que chegam ao país, informou o Blog do Planalto. 

    Mais tarde, a presidenta participou de um jantar típico oferecido pelo presidente da Federação da Rússia, Vladimir Putin, em homenagem aos chefes de Estado e de governo do BRICS. Em seguida, foi realizado um encontro bilateral com o presidente Putin.

    No último dia 3 de julho, entrou em vigor o Acordo sobre o Novo Banco de Desenvolvimento do BRICS (NDB). Os líderes do bloco discutirão as perspectivas para a nova instituição. 

    Segundo o divulgado pelo site do Itamaraty, a Cúpula contará com a participação do Presidente do Banco, o indiano K. V. Kamath, eleito nesta terça-feira durante a primeira reunião do Conselho de Governadores do Banco, realizada em Moscou. A criação do NDB ocorreu em julho do ano passado, na última reunião dos países do grupo, em Fortaleza, no Ceará.

    Além disso, os chefes de Estado têm em pauta a implementação do Arranjo Contingente de Reservas do BRICS, que entra em vigor em 30 de julho. o Arranjo Contingente de Reservas (CRA, na sigla em inglês) no valor de US$ 100 bilhões, dos quais US$ 41 bilhões virão da China. O Brasil, a Rússia e a Índia contribuirão com US$ 18 bilhões cada, e a África do Sul aportará US$ 5 bilhões.

    A cúpula do BRICS terá duração de dois dias. O presidente chinês, Xi Jinping, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e o presidente sul-africano, Jacob Zuma, também chegaram nesta quarta-feira a Ufá, onde tiveram encontros bilaterais com o presidente russo.

    Os países do grupo representam um quinto da economia mundial e 40% da população do planeta.


    Tema:
    BRICS: organização do futuro (189)

    Mais:

    Entrevista: “Levy e Tombini ilustram o conselho do Novo Banco do BRICS”
    Opinião: Banco do BRICS vai servir à agenda político-econômica internacional
    Banco dos BRICS poderá começar a emitir créditos já a partir de abril de 2016
    Tags:
    relações internacionais, Banco de Desenvolvimento do BRICS, Arranjo Contingente de Reservas, BRICS, Jacob Zuma, Narendra Modi, Xi Jinping, Vladimir Putin, Dilma Rousseff, Ufa, África do Sul, Índia, China, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik