11:42 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Vladimir Putin e Xi Jinping

    Rússia e China: uma aliança discreta com objetivos claros

    agência-photohost
    Mundo
    URL curta
    BRICS: organização do futuro (189)
    82045471

    O presidente russo, Vladimir Putin, e o seu colega chinês, Xi Jinping, durante a reunião na cúpula dos BRICS em Ufá acordaram em ampliar a cooperação entre os dois países, divulgou o Ministério do Exterior da China.

    Os dois países intensificarão a cooperação em todas as esferas da economia, investimentos, indústria aeronáutica e espacial, divulgou a chancelaria chinesa. A Rússia e a China juntarão esforços para resolver os seus problemas, declarou Putin durante a reunião:

    “Estamos bem conscientes das dificuldades que enfrentamos na economia e na política externa. Mas, por meio de esforços conjuntos, nós certamente superaremos todos os desafios que enfrentamos, resolveremos todos os problemas e tarefas.”

    As duas potências, através da Organização de Cooperação de Xangai (SCO), têm vindo a reduzir gradualmente a influência dos EUA na Ásia Central. Além disso, a SCO formou uma unidade militar, que pode servir como um contrapeso à OTAN, escreve o jornal britânico Financial Times.

    A publicação divulgou a opinião do decano do Instituto de Relações Internacionais Contemporâneas da Universidade de Tsinghua (Pequim), Yang Xuetong:

    “Os líderes chinês e russo recusam falar sobre a criação da aliança, e os nossos países declaram que a cooperação não terá influência no exterior. Mas isso não é possível porque estamos sob a pressão estratégica dos EUA. Enquanto a hegemonia dos EUA continuar, as nossas relações continuarão se desenvolvendo nesta direção.”

    Tema:
    BRICS: organização do futuro (189)

    Mais:

    Embaixador chinês na Rússia: BRICS e SCO avançam em conjunto
    Cúpulas do BRICS e SCO já começaram
    Tags:
    cooperação, espaço, economia, Organização de Cooperação de Xangai (SCO), BRICS, Xi Jinping, Vladimir Putin, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik