20:33 16 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 31
    Nos siga no

    O papa Francisco celebrou nesta segunda-feira (6) missa campal no Equador a que assistiram centenas de milhares de fiéis. Ele apelou para mais ajuda às famílias, neste regresso à América Latina.

    O argentino Jorge Bergoglio, primeiro papa latino-americano, defendeu a a necessidade de pagamento da “dívida social” às famílias, ao dirigir-se às mais de 600 mil pessoas concentradas em um parque em Guayaquil, a maior cidade do Equador.

    Um mar de católicos, muitos de países vizinhos, tirou fotografias do papa e da imagem da Virgem Maria no parque Los Samanes, enquanto Francisco acenava do seu papa-móvel, antes de rezar a missa.

    Bombeiros borrifavam a multidão com água para a refrescar do calor, e fiéis abrigavam-se do sol com chapéus-de-chuva. Muitos tinham passado ali a noite antes do evento.

    “A família representa um grande patrimônio social que outras instituições não podem substituir. Ela deve ser ajudada e fortalecida”, sustentou Francisco, que dedicou a homilia ao que a Igreja classifica de "males das famílias modernas".

    A família será um dos temas em debate no Vaticano em outubro, durante o sínodo dos bispos, no momento em que a Igreja se confronta com questões difíceis como as famílias monoparentais, o divórcio e o casamento homossexual.

    A pobreza será outro dos grandes temas da visita do “papa dos pobres”, como o chamam, durante a sua viagem pela América do Sul.

    Outra multidão de fiéis é esperada na segunda missa papal no Equador, na terça-feira (7), no Parque Bicentenário da capital, Quito, informou Agência Brasil.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar