08:44 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    219
    Nos siga no

    O governo alemão não vai comentar com ninguém as últimas revelações a respeito da espionagem dos EUA sobre ministros do país europeu, exceto com a comissão parlamentar competente, segundo declarou o porta-voz do governo em Berlim, Steffen Seibert, em comunicado à imprensa nesta segunda-feira (6).

    "O governo alemão tradicionalmente fala a respeito de casos que envolvam serviços secretos apenas com as comissões competentes do Bundestag [Parlamento federal alemão]", disse Seibert.

    A chanceler alemã Angela Merkel fala com o presidente dos EUA Barack Obama
    © REUTERS / Michael Kappeler
    O porta-voz acrescentou que o governo alemão já apresentou as suas observações e disse que, "se necessário, irá fazê-lo novamente".

    Na quinta-feira (2), o ministro da Chancelaria alemã, Peter Altmaier, convocou o embaixador dos EUA, John Emerson, para prestar esclarecimentos sobre os relatos do WikiLeaks de que a Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) havia espionado a chanceler Angela Merkel e outros funcionários federais durante longos períodos de tempo.

    No mesmo dia, Gunter Heiss, coordenador de inteligência do governo alemão, havia testemunhado perante a comissão do Bundestag encarregada de investigar o escândalo de espionagem, e falou sobre o seu conhecimento a respeito do papel da inteligência alemã nas operações de vigilância da NSA.

    O chefe da comissão parlamentar, Patrick Sensburg, afirma que os EUA estiveram espionado cidadãos alemães até 2012, em violação aos pactos de cooperação mútua entre as agências de inteligência dos dois países.

    Mais:

    WikiLeaks revela que EUA espionaram governo brasileiro
    WikiLeaks: EUA espionaram os três últimos presidentes franceses
    Artistas e intelectuais defendem asilo para Assange e Snowden junto ao presidente francês
    Edward Snowden fala perante Assembleia Parlamentar do Conselho Europeu
    WikiLeaks revela novos dados sobre espionagem dos EUA na França
    Tags:
    serviço secreto, inteligência, vigilância, espionagem, WikiLeaks, Agência Nacional de Segurança (NSA), Bundestag, Julian Assange, Edward Snowden, Peter Altmaier, Angela Merkel, EUA, Estados Unidos, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar