19:53 17 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    095
    Nos siga no

    A mídia obteve acesso nesta quarta-feira (1) à carta escrita pelo primeiro-ministro grego Alexis Tsipras para a Comissão Europeia e o FMI na qual ele aceita quase todas as exigências dos credores europeus.

    Na carta enviada pelo premiê grego aos credores após declaração de default devido ao não pagamento de 1,6 bilhões de euros ao FMI por parte da Grécia, Tsipras sublinha que está pronto a aceitar todas as condições dos credores apresentadas no fim da última semana, mas com pequenas correções.

    Uma fonte confiável no governo grego explicou ao jornalista da Sputnik em Atenas de que exceções se trata:

    • A Grécia está pronta a realizar a reforma do IVA, aumentando o imposto no país, à excepção das ilhas gregas.

    • O processo de aumento da idade de aposentadoria para 67 anos não começará imediatamente, mas a partir de 2022

    • Os pagamentos adicionais aos aposentados pobres serão prolongados por um prazo maior do que foi indicado pelos credores e acabarão em 2019.

    Ao mesmo tempo, segundo frisa o canal televisivo grego SKAİ, esta nova proposta grega foi rejeitada pelo ministro das Finanças alemão Wolfgang Schäuble. Parece que a Alemanha irá esperar pelo resultado do referendo grego neste domingo (5) e continuará a exercer pressão sobre o governo de Tsipras.

    Tags:
    Grécia, União Europeia, Alexis Tsipras, FMI, Comissão Europeia, finanças, negociações, condições
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar