00:29 23 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Usina nuclear de Santa Maria de Garona (Espanha). O reator nuclear da usina entrou em serviço em 1971 e opera a mesma tecnologia do que a usina nuclear japonesa Fukushima.

    Escândalo ecológico surge perto da fronteira portuguesa

    © AFP 2018 / CESAR MANSO
    Mundo
    URL curta
    0 100

    A organização internacional ambientalista Greenpeace apelou que Portugal se queixe das centrais nucleares na Espanha. De acordo com Greenpeace, a central nuclear da cidade espanhola de Almaraz falhou o teste de resistência.

    A Greenpeace descobriu que a central de Almaraz, que é localizada a pouco mais de 100 quilómetros de Portugal, não tem válvulas de segurança para impedir uma explosão de hidrogênio e a sua instalação não é prevista até finais de 2016. As mesmas válvulas estavam ausentes na usina nuclear japonesa Fukushima, na qual em 2011, como resultado do terremoto e tsunami, aconteceu o desastre nuclear.

    Tendo em conta este fato, a organização planeja enviar às autoridades internacionais a queixa sobre a falta de Madri de informar Lisboa sobre possíveis impactos ambientais que a usina apresenta.

    O especialista russo do Instituto da Energia e Finanças, Sergei Kondratiev, comentou a situação à Sputnik:

    "A possibilidade de vazamento [na usina espanhola] é muito pequena, mas as usinas nucleares da Espanha e de outros países da Europa devem eliminar tais situações para excluir por completo a possibilidade de repetição de catástrofes".

    Ele disse que o nível da segurança na área da energia nuclear na União Europeia é bastante alto, mas sublinhou, que "incidentes acontecem, muitas vezes bastante sérias, inclusive ligadas com vazamento de substâncias radioativas, porque a Espanha e a UE tem usinas nucleares bastante velhas, que precisam de muitos investimentos para a modernização com o objetivo de continuar mantendo padrões da segurança".

    Ele especialmente sublinhou as possíveis consequências do vazamento radioativo para os dois países:

    "O acidente na usina nuclear pode ter consequências graves para ambas as economias, portuguesa e espanhola."

    A Sputnik não conseguiu receber o comentário do Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia de Portugal devido a problemas técnicos de conexão.

    Cabe mencionar que em 2008 a usina nuclear espanhola em Ascó tornou-se infame quando foi tornado público que em 2007 nela aconteceu um vazamento radioativo.

    Na altura, a Greenpeace declarava que os níveis de radioatividade em Ascó foram significativos, excederam limites legais e protestou contra a demora em detectar a contaminação do vazamento e tornar a informação pública.

    Tags:
    usina nuclear, energia nuclear, Greenpeace, Portugal, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik