17:48 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O premier francês, Manuel Valls, durante entrevista coletiva com o presidente colombiano, Juan Manuel Santos

    França quer aumentar sua presença na América Latina

    © AFP 2019 / GUILLERMO LEGARIA
    Mundo
    URL curta
    3013
    Nos siga no

    O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, disse nesta quinta-feira, em visita à Colômbia, que a França deseja fortalecer suas posições nas esferas comercial, climática e de segurança na América Latina.

    "A França está apostando na Colômbia. A França deve estar mais presente na América Latina, mais presente na Colômbia, e esse é o sentido dessa viagem", disse Valls em entrevista coletiva com o presidente colombiano, Juan Manuel Santos. 

    Nascido na Espanha, o chefe de Governo francês chegou à Colômbia falando espanhol e acompanhado de sua esposa, de outros dois ministros franceses e vários empresários. Sua visita é destinada principalmente a fortalecer os intercâmbios econômicos entre os dois países, que já triplicaram desde 2005, para quase 1,6 bilhão de euros, e para buscar o apoio de Bogotá em um acordo vinculativo sobre as emissões de gases estufa na COP 21, que será realizada no final do ano, em Paris.

    Hoje, a França ocupa a oitava posição no ranking de parceiros comerciais colombianos, mas as empresas francesas são, entre as companhias privadas estrangeiras, as que mais criam empregos na Colômbia.

    Nesta sexta-feira, o premier francês deixará a Colômbia em direção ao Equador, também com o objetivo de reforçar laços econômicos e conseguir apoio para a COP 21. Embora as relações com este último país sejam um pouco mais modestas, a imprensa francesa afirma que vários acordos deverão ser assinados também com Quito. 

    Segundo o jornal paraguaio La Nación, durante a sua estadia nos dois países sul-americanos, Valls concederá um empréstimo de 275 milhões de euros para a Colômbia e um de 130 milhões para o Equador, correspondentes a financiamentos em favor do desenvolvimento sustentável.

     


    Mais:

    França pode oferecer asilo a Snowden e Assange, diz ministra
    França promete “não tolerar” espionagem dos EUA
    Premier francês descarta possibilidade de asilo a Julian Assange
    Tags:
    clima, economia, COP21, La Nación, Juan Manuel Santos, Manuel Valls, Paris, Quito, Bogotá, Espanha, Paraguai, América Latina, Equador, França, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar