14:25 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    5424
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reafirmou nesta quarta-feira, em uma conversa telefônica como líder francês, François Hollande, seu "firme compromisso" de dar fim às escutas telefônicas.

    "O presidente reiterou de forma inequívoca seu compromisso — anunciado em novembro de 2013, após o caso Snowden — de dar fim à prática aplicada no passado e inaceitável entre aliados", disse um comunicado divulgado pelo Palácio do Eliseu.

    Os responsáveis pelo serviço de inteligência francesa, segundo a nota, viajarão em breve a Washington para aprofundar a cooperação bilateral.

    Na terça-feira, o site WikiLeaks publicou documentos comprovando que a Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) dos EUA interceptou conversas de uma série de altos representantes da França, inclusive o atual Presidente Hollande, assim como seus antecessores Nicolas Sarkozy e Jacques Chirac.

    Os dados em poder da imprensa francesa indicam que a espionagem dos presidentes franceses aconteceu de 2006 até maio de 2012.

    Além disso, os documentos mostravam conversas entre uma série de ministros, altos funcionários e diplomatas, incluindo o embaixador da França nos Estados Unidos.

    Mais:

    França promete “não tolerar” espionagem dos EUA
    França convoca embaixadora dos EUA para explicar espionagem a presidentes franceses
    François Hollande convoca reunião para tratar de escutas dos EUA
    Tags:
    vigilância, espionagem, Agência Nacional de Segurança (NSA), Jacques Chirac, Nicolas Sarkozy, François Hollande, Barack Obama, EUA, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar