18:20 21 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Um homem acompanha em Seul o noticiário sobre as prisões de dois sul-coreanos na Coreia do Norte.

    Coreia do Norte condena sul-coreanos a trabalhos forçados perpétuos

    © AP Photo/ Ahn Young-joon
    Mundo
    URL curta
    0 52

    Dois cidadãos da Coreia do Sul, Kim Kuk Gi e Choe Chun Gil, foram condenados pela Coreia do Norte a trabalhos forçados perpétuos. Eles foram acusados de entrada ilegal no país, conspiração para derrubar o governo e espionagem para Seul e para os EUA, segundo informou a agência sul-coreana Yonhap, citando uma emissora de rádio norte-coreana.

    Eles foram presos em março na cidade de Dandong, na fronteira com a China. Os dois, segundo a justiça da Coreia do Norte, trabalhariam para o Serviço de Inteligência Nacional da Coreia do Sul (NIS). O órgão sul-coreano, por sua vez, afirmou que as acusações são sem base. No entanto, Kim Kuk Gi e Choe Chun Gil, em entrevista à CNN, admitiram em maio que espionavam para Seul.

    A Coreia do Sul pediu a libertação destes presos e de outros de seus dois cidadãos presos na Coreia do Norte. Kim Kum Gi seria um ex-missionário e Choe Chun Gil, um homem de negócios.

    Tags:
    espiões, inteligência, espionagem, acusação, trabalhos forçados, prisão, NIS, Serviço de Inteligência Nacional, Yonhap, CNN, Choe Chun Gil, Kim Kuk Gi, Dandong, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Seul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik