22:06 22 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Brasil, Anápolis, GO, 19/12/2013. Vista parcial de área do Porto Seco Centro-oeste, em Anápolis (GO)
    ED FERREIRA / AGE / Estadão Conteúdo

    Missão governamental e empresarial de Goiás vai fazer negócios na Rússia

    Mundo
    URL curta
    0 141

    Uma missão governamental e empresarial de Goiás segue nesta sexta-feira, 19, para a Rússia, a Bielorrússia e a Polônia. O grupo é liderado pelo Vice-Governador José Eliton Jr., também secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, que falou com exclusividade para a Sputnik Brasil.

    A comitiva pretende promover os produtos goianos naqueles três mercados e, principalmente, estreitar os laços políticos, econômicos, comerciais e culturais com a Rússia, segundo o vice-governador do Estado. “Nós temos o objetivo estratégico de internacionalizar o Estado de Goiás, mostrando a diversos países mundo afora as suas potencialidades, as suas características, as suas riquezas e as oportunidades que oferece para receber grandes investimentos. E a Rússia é um parceiro estratégico, na medida em que já é um país relevante para as relações internacionais de Goiás e tem no consumo de carne e de soja uma importante participação para as exportações goianas. Portanto, nós temos o objetivo de estreitar as relações econômicas, comerciais e culturais entre o Estado de Goiás e a Rússia.” 

    José Eliton Jr. definiu as áreas de cooperação que envolvem a Rússia e seu Estado: “O primeiro ponto estratégico de nossas relações comerciais com a Rússia diz respeito à exportação de proteína animal. É uma pauta importante para Goiás. Também no setor farmoquímico o nosso relacionamento é muito importante. Goiás é hoje o segundo polo farmoquímico do Brasil, e nós temos o maior interesse em expandir as exportações do setor, uma vez que sabemos ser a Rússia uma grande importadora destes produtos, especialmente na área da química fina. Também temos a intenção de investir em infraestrutura, em particular em saneamento básico, no mesmo modelo já realizado pela Rússia com a empresa de saneamento do Paraná, a Sanepar. Estamos avançando conversações para implantar o modelo russo de saneamento na empresa goiana do setor, a Saneágua.”

    A delegação goiana conta com representantes dos setores da indústria de carnes de aves, suínos e embutidos; cereais matinais; indústrias de carnes bovinas; logística em comércio exterior (representando clientes de várias áreas empresariais); indústria de produtos derivados de trigo; e adubos e fertilizantes. Entidades como a Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG) e o Sindicato das Indústrias Farmacêuticas no Estado de Goiás (Sindifargo) também participam da missão conjunta governamental-empresarial. 

    O volume de comércio entre Goiás e a Rússia atingiu, em 2014, o valor de 553 milhões de dólares, com saldo favorável ao Estado de Goiás em 306 milhões de dólares. Os principais produtos goianos exportados foram carnes, soja, aves, açúcar, ferro-nióbio e preparações alimentícias, entre outros. Já as importações da Rússia trazem para Goiás adubos, fertilizantes, enxofre, papel de jornal, máquina, aparelhos elétricos e produtos químicos orgânicos. Segundo José Eliton Jr., “a Rússia foi o terceiro principal destino dos produtos goianos e o sétimo na origem das importações locais em 2014”.

    Para o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, este relacionamento pode ir além: “Goiás exporta para a Rússia carnes e derivados de soja. A pauta de importações é ainda muito incipiente. Queremos ampliar a corrente de negócios com o país. Nós queremos ampliar a nossa pauta de relacionamento com a Rússia, acrescendo produtos de valor agregado. Queremos também ampliar a pauta de importações e firmar parcerias com a Rússia, atraindo investimentos. É uma relação comercial em que todos os parceiros têm a mesma disposição de ver os seus objetivos estratégicos alcançados.”

    O vice-governador de Goiás destacou ainda a importância global daquele país: “A Federação Russa tem um papel relevante no contexto internacional. É uma potência e desempenha alta relevância no cenário internacional. A Rússia é, sem qualquer dúvida, um importantíssimo player mundial.”

    A menos de um mês da 7.ª Conferência de Cúpula dos BRICS na cidade russa de Ufá, nos dias 9 e 10 de julho, José Eliton Jr. comentou o papel do grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul: “O BRICS é um grupo econômico muito importante. A cada dia que passa, o bloco reforça mais e mais a sua importância em todo o mundo. Vejo com muitos bons olhos esta consolidação do BRICS como importantíssimo bloco econômico internacional.”

    A missão governamental e empresarial de Goiás retornará ao Brasil no dia 4 de julho, após o seu giro pelo Leste Europeu, visitando Rússia, Bielorrússia e Polônia.  

    Tags:
    Sanepar, FIEG, Sputnik, BRICS, José Eliton Jr, Goiás, Leste Europeu, Bielorrússia, Ufa, Polônia, Paraná, África do Sul, Índia, China, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar