10:09 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Ramush Haradinaj, ex-primeiro-ministro do Kosovo

    Ex-premier do Kosovo é detido "por engano" na Eslovênia por crimes de guerra

    © AFP 2017/ ARMEND NIMANI
    Mundo
    URL curta
    127305

    Ramush Haradinaj, ex-líder do Exército de Libertação do Kosovo (KLA) e ex-primeiro-ministro do território separatista, foi detido nesta quarta-feira no aeroporto de Liubliana, na Eslovênia, por crimes de guerra supostamente cometidos durante os conflitos de independência do Kosovo, acusações das quais já havia sido absolvido pela Corte de Haia.

    Em entrevista à imprensa estrangeira, por telefone, Haradinaj disse que o incidente ocorreu durante uma escala na capital eslovena, quando voltava da Alemanha para Pristina. 

    "Eu estava em trânsito, a checagem dos meus documentos estava demorando muito e, quando eu perguntei o que estava acontecendo, me disseram que tinham um mandado de prisão pra mim que ainda estava válido" disse o político, se referindo a um documento da Interpol emitido pela Sérvia em 2006, dois anos antes de ser julgado inocente pelo Tribunal Penal Internacional para a antiga Iugoslávia (TPIJ), em Haia.

    "Agora eles querem que eu apareça diante de uma corte eslovena para esclarecer isso. Por que eu apareceria em uma corte aqui? Foram eles que criaram essa confusão", questionou o líder da Aliança para o Futuro do Kosovo. 

    Ao saber da situação, o atual governo kosovar demonstrou preocupação com o fato de alguns mandados de prisão contra o ex-premier ainda serem válidos em determinados países, mesmo após "sua inocência ter sido provada pela justiça internacional". 

    Nomeado primeiro-ministro do Kosovo em dezembro de 2004, Haradinaj renunciou pouco mais de três meses depois para responder às acusações que pesavam contra ele, de ter cometido crimes de guerra contra civis sérvios durante os conflitos de 1998 e 1999. Absolvido em 2008, foi julgado outra vez em Haia dois anos depois, e absolvido novamente em 2012. 

     

    Mais:

    Lavrov explica por que Kosovo não pode ser comparado com Crimeia
    Bósnia e Kosovo fecham o cerco contra extremistas
    EUA gastam US$ 215 mi em projeto de nova embaixada em Kosovo
    Tags:
    crimes de guerra, Aliança para o Futuro do Kosovo, Ramush Haradinaj, Haia, Iugoslávia, Kosovo, Pristina, Alemanha, Liubliana, Eslovênia, Sérvia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik