03:19 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Ação de protesto contra a OTAN e pelo fim da confrontação da Rússia, em Munique

    EUA podem instalar armas pesadas na Alemanha enquanto alemães se desiludem com OTAN

    © Sputnik/ Vladimir Pesnya
    Mundo
    URL curta
    12428132

    O comandante das forças terrestres dos EUA na Europa, tenente-general Ben Hodges, disse que as armas pesadas americanas podem ser instaladas na Alemanha, mas não na Europa de leste ou países bálticos, escreve o jornal russo Vzglyad, enquanto sondagens mostram que os alemães estão cada vez mais descontentes com a OTAN.

    “A decisão final sobre o lugar é do secretário da Defesa [dos EUA Aston Carter]. Todo o material bélico pode ser instalado na Alemanha para que possamos usar em base de rotação a brigada de soldados que chegam cada ano dos EUA [à Europa] por dois ou três anos. Podiam usar os armazéns em Grafenwöhr e Mannheim”, disse. Porém, continuou general Hodges, “nós também consideramos a possibilidade de instalar este material bélico pesado nos países do leste Europeu – na Polônia e nos demais países”.

    Enquanto isso, as sondagens mostram que os alemães estão cada vez mais descontentes com a OTAN. Assim, o Pew Research Center informa que o número de cidadãos alemães que apoiam a OTAN diminuiu significativamente nos últimos anos – de 73 por cento em 2000 a 55 por cento em 2015. Além disso, 77 por cento dos alemães se opõem à ideia de fornecimento de armas letais à Ucrânia e 57 por cento são contra a adesão da Ucrânia à OTAN, diz o mencionado Pew Research Center. A Sputnik já destacou que 58 por cento dos alemães, respondendo à pergunta “Se a Rússia entrar num conflito sério com um dos seus vizinhos que é nosso aliado na OTAN, acha que o nosso país deve ou não deve usar a força militar para defender este país?”, disseram que a Alemanha não o deve fazer. Tomando em conta tudo isso, é duvidoso que a chegada das armas americanas pesadas à Alemanha seja bem recebida pela sociedade daquele país.  

    Estamos nos referindo às armas convencionais. Quanto à possibilidade de instalação de armas nucleares dos EUA na Alemanha, a situação é ainda mais clara – a sociedade alemã opõe-se categoricamente a esta hipótese que, segundo alguns relatos, até foi abandonada pelas autoridades americanas. A Sputnik obteve um comentário de Martin McCauley, um professor da Universidade de Londres e especialista em assuntos da Rússia. 

    “A maioria dos alemães não quer armas nucleares na sua terra… Angela Merkel terá dificuldades em propor a ideia de instalação de armas nucleares americanas na Alemanha à sua população. Mas é possível que os EUA escolham a Alemanha – ali ainda restam bases americanas. A instalação de armas nucleares nos países mais pequenos – na Estônia, Letônia e Lituânia – dificulta muito a defesa destes países. Faz mais sentido instalá-las [as armas] nos países grandes, como a Alemanha, que não têm fronteira com a Rússia”, opina o especialista.

    Tags:
    armas nucleares, sondagem, opinião pública, Exército, OTAN, Ben Hodges, Alemanha, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik