18:09 21 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Alexis Tsipras, chefe do partido grego de esquerda Syriza

    Tsipras acusa credores de tentarem humilhar a Grécia

    © AP Photo/ Thanassis Stavrakis
    Mundo
    URL curta
    0 415

    O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, disse nesta terça-feira que os credores internacionais estão tentando humilhar o seu país, e pediu à Europa para reconsiderar o apoio às reformas propostas pelo FMI.

    "Essa fixação nos custos… parece parte de um plano político para humilhar uma população inteira que sofreu nos últimos cinco anos sem culpa alguma", disse o premier da Grécia durante encontro com membros do seu partido, o Syriza.

    "Chegou a hora de as propostas do FMI serem julgadas em público, pela Europa", declarou, acrescentando que o credor global é criminalmente responsável pelas medidas de austeridade que mergulharam o seu país em uma longa recessão.

    A irritação de Tsipras tem como causa a crescente pressão exercida sobre Atenas para que o governo mude a retórica e chegue a um acordo com os seus credores da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional para a liberação dos fundos bloqueados, podendo, assim, evitar a inadimplência e a possível saída da Grécia da zona do euro.

    Em meio a essas tensões, a bolsa de valores de Atenas fechou o dia em queda de 4,77%, a 703,05 pontos, após despencar quase 5% no dia anterior. A situação chamou a atenção de Washington e, por telefone, o secretário do Tesouro norte-americano, Jabob Lew, disse a Tsipras que a Grécia precisa tomar uma atitude séria para chegar a um compromisso pragmático com os seus credores. Caso contrário, segundo ele, a falta de financiamento criará problemas imediatos para os gregos e incertezas para a economia europeia e global.

    Tags:
    crise econômica, Alexis Tsipras, União Europeia, Grécia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik