19:22 05 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 281
    Nos siga no

    Atenas pretende assinar um acordo político com a Rússia para aprovar a extensão do gasoduto Corrente Turca sobre o território da Grécia, segundo informou o ministro da Energia grego Panagiotis, em entrevista coletiva nesta terça-feira (16).

    Segundo o ministro, a delegação grega deverá assinar documento durante o Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo, onde o primeiro-ministro grego Alexis Tsipras deve se reunir na sexta-feira (19) com o presidente russo, Vladimir Putin.

    O projeto Corrente Turca compreende um gasoduto russo-turco de 1.090 quilômetros (677 milhas) atravessando o Mar Negro. Sua capacidade anual após o esperado prazo de operabilidade fixado em dezembro de 2016 é estimada em 63 bilhões de metros cúbicos.

    Desse volume, até 47 bilhões de metros cúbicos deverão fluir até o planejado hub de gás turco-grego, perto do posto de fronteira de Ipsala. A partir desse ponto, os países membros da União Europeia poderão aplicar suas próprias capacidades de transporte para a posterior distribuição do gás ao longo de seus territórios.

    Atenas espera que o projeto, acordado em dezembro de 2014, permita-lhe comprar gás a preços mais baixos, além de trazer verbas adicionais com as receitas de trânsito.

    Mais:

    Vladimir Putin e Alexis Tsipras conversam sobre construção de gasoduto através da Grécia
    Nova fase de construção do gasoduto russo-turco começa em junho
    Gasoduto Corrente Turca pode ser estendido até a Áustria
    Kiev pede a Moscou para prolongar desconto sobre fornecimento de gás
    Tags:
    Grécia, Rússia, Ipsala, Turquia, Alexis Tsipras, Vladimir Putin, Fórum Econômico de São Petersburgo, Corrente Turca, gasoduto, gás
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar