19:54 21 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Arseni Yatseniuk, primeiro ministro da Ucrânia

    Kiev quer alcançar a independência energética em 10 anos

    © AP Photo / Geert Vanden Wijngaert
    Mundo
    URL curta
    0 113

    A Ucrânia deve conseguir a independência energética na próxima década, segundo afirmou o primeiro ministro ucraniano Arseni Yatsenyuk em pronunciamento à mídia local.

    "A Ucrânia deve tornar-se um país independente em termos de energia, esta é a tarefa", disse o político.

    Yatsenyuk disse que uma forma de atingir este objetivo seria colocar as taxas de serviços públicos para a população em patamares economicamente viáveis.

    Anteriormente Kiev foi forçada a elevar as tarifas de eletricidade, gás e aquecimento para poder entrar em um programa de empréstimos do Fundo Monetário Internacional (FMI).

    A Ucrânia tem recebido vários pacotes de ajuda de instituições financeiras internacionais, incluindo do FMI, que se comprometeu a transferir US$ 17,5 bilhões para o país ao longo dos próximos quatro anos, sendo que a primeira parcela de US$ 5 bilhões já foi recebida.

    Na véspera do pronunciamento do primeiro ministro, o ministro da Energia ucraniano Vladimir Demchishin disse que Kiev planeja lançar sua própria produção de gás e, em três ou quatro anos o país não irá mais realizar a compra deste combustível com a Rússia e a Europa.

    Mais:

    Putin e Erdogan discutem projetos de energia e situação na Ucrânia
    Mídia: novas sanções anti-Rússia podem abranger setores de finanças, energia e defesa
    Kiev pede a Moscou para prolongar desconto sobre fornecimento de gás
    Rússia estuda dar desconto no preço do gás para a Ucrânia
    Tags:
    Ucrânia, gás, energia, FMI, Vladimir Demchishin, Arseni Yatsenyuk, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik