21:16 20 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Ukrainian President Petro Poroshenko arrives for a live broadcast in Kiev to order the military to implement a ceasefire early on February 15, 2015

    Analistas: Poroshenko não tem chance de permanecer no poder

    © AFP 2018 / SERGEI SUPINSKY
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia em foco da política internacional (289)
    0 401

    Os analistas ucranianos opinam que o presidente Pyotr Poroshenko deve realizar a modernização real da Ucrânia e acham que ele só continuará no poder até ao fim do mandato caso pare com as manipulações de informação e comece ações reais.

    Presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko
    © AP Photo / Alexander Zemlianichenko
    O conflito militar no leste do país, descentralização e reformas económicas são os principais problemas dos quais depende o futuro político de Poroshenko, opinaram cientistas políticos ao site ucraniano 112ua.

    Dmitry Korchyncky, o líder do partido ucraniano Bratstvo (Irmandade) disse:

    “Eu sou um dos aliados mais próximos do presidente e quero que ele fique no poder pelo menos por dois termos. Mas, a tendência recente é que [Leonid] Kuchma (o segundo presidente da Ucrânia, 1994-2005) ficou no poder por dois termos, [Viktor] Yushchenko (o terceiro presidente da Ucrânia, 2005-2010) — um termo, [Viktor] Yanukovych (o quarto presidente da Ucrânia, 2010 — fevereiro 2014) — metade de um termo, e Poroshenko, provavelmente, ficará por um quarto do prazo. Este é o estado de espírito na sociedade."

    "Dentro de seis meses eu serei o seu único aliado. Ele nos enganou a todos, à sociedade, sobre tudo o que ele prometeu, ele não correspondeu às expectativas".

    Outro analista político, Andrei Zolotarev, é de opinião que está na hora de o presidente começar a levar a cabo ações sérias.

    "Se o presidente tirar conclusões do seu primeiro termo e começar ações sérias em vez de manipulações de informação, em outras palavras, se ele parar com as mentiras e realmente começar a modernização do país, ele terá alguma chance para o futuro", disse.

    A pesquisa realizada pela agência Research & Branding Group, mostrou que 58% dos ucranianos desaprovam a política do presidente e quase 19% votariam nele mais uma vez, mas 30% (quase um terço dos entrevistados) votariam 'contra todos' ou ficariam em casa nas eleições.

    Outra pesquisa realizada no país em 19-29 de maio pelo Instituto Internacional de Sociologia de Kiev (KIIS) mostrou que, se as eleições presidenciais fossem hoje na Ucrânia, o atual presidente obteria 13,6% dos votos, em vez dos 54,7% que obteve em pesquisa idêntica em maio do ano passado.

    Tema:
    Ucrânia em foco da política internacional (289)

    Mais:

    Mídia: governo ucraniano está vendendo o país e enchendo os bolsos
    Putin: a crise na Ucrânia foi provocada pelo comportamento pouco profissional do Ocidente
    Tags:
    opinião, Pyotr Poroshenko, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik