00:07 24 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Rússia e da União Europeia

    Mídia: novas sanções anti-Rússia podem abranger setores de finanças, energia e defesa

    © Sputnik / Vladimir Sergeev
    Mundo
    URL curta
    0 223

    EUA e UE estão finalizando a preparação de novas medidas restritivas contra a Rússia, debatendo, inclusive, a possibilidade de expandir a lista sanções pontuais contra certos indivíduos e impor restrições nas áreas de finanças, energia e defesa.

    A informação foi prestada nesta sexta-feira pelo canal de televisão CNN, citando como fontes certas autoridades norte-americanas e diplomatas europeus.

    "As fontes destacaram que as possíveis novas medidas, que poderão ser apresentadas pelos líderes ocidentais, preveem tanto a inclusão de novos nomes e empresas às já existentes sanções, quanto a introdução de restrições mais amplas contra setores financeiro, energético e de defesa da Rússia" – revelou o comunicado da emissora.

    As fontes frisaram, no enanto, que a decisão sobre a aprovação de novas sanções anti-russas ainda não foi tomada.

    As relações entre a Rússia e o Ocidente deterioraram-se por conta da situação na Ucrânia. Em julho do ano passado, a UE e os Estados Unidos aplicaram sanções pontuais contra certos indivíduos e empresas da Rússia. Em seguida, foram implementadas medidas restritivas em relação a setores inteiros da economia russa. Em resposta, a Rússia restringiu a importação de produtos alimentares de países que impuseram as sanções.

    No início desta semana, os líderes do G7 decidiram vincular o levantamento das sanções contra a Rússia ao cumprimento dos Acordos de Minsk, podendo endurecer suas restrições em caso contrário. Na mesma reunião de cúpula do grupo, Obama acusou o presidente russo Vladimir Putin de ser o responsável pelas consequências econômicas das sanções impostas contra seu país.

    Moscou tem afirmado repetidamente que não tem interferência no conflito interno ucraniano e possui interesse na resolução pacífica do conflito.

    Mais:

    Rússia pode prolongar sanções após declarações do G7
    Obama culpa Putin por consequências de sanções
    Sanções antirrussas afetam empresas de aviação
    Casa Branca: sanções antirrussas continuarão apesar de consequências à economia da UE
    Tags:
    sanções, CNN, Rússia, União Europeia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik